EnglishSpanish

6 dicas essenciais para plantar mogno africano

Já é de amplo conhecimento que o cultivo de espécies de mogno africano, são uma ótima forma de investimento dentro do mercado agrícola. Além disso, é uma ótima forma de se inserir em um mercado de alto faturamento e que possui grande demanda, que é o mercado de madeiras premium. Existem diversas espécies de mogno africano que se pode plantar em solo brasileiro, apesar disso é um procedimento que pode ser bastante complexo e gerar prejuízos se não for feito de maneira correta.

É importante ressaltar que por se tratar de um investimento para longo prazo, plantar mogno africano requer bastante paciência e conhecimento. Por isso, separamos algumas dicas essenciais para que você possa plantar corretamente o mogno africano. 

Saiba como plantar mogno africano. | Foto: Grupo Selva Florestal

Existem alguns pontos muito importantes que você precisa ficar atento na hora de plantar, pois existem alguns procedimentos que devem ser feitos para potencializar o crescimento das mudas de mogno. Confira abaixo as principais dicas que irão te auxiliar a plantar mogno e obter sucesso.

6 dicas essenciais para plantar mogno africano. | Foto: Grupo Selva Florestal

1.Conhecimento e adaptação do solo

A análise do solo a ser utilizado é algo primordial principalmente quando levamos em consideração que a planta que está prestes a ser cultivada, tem a sua origem no exterior. Portanto, mesmo que as condições climáticas sejam parecidas com o local onde o seu cultivo é natural, são necessárias adaptações no solo, em alguns casos, e por isso é importante ter o conhecimento do local onde haverá o cultivo. 

No caso do plantio de mognos africanos, é necessário que o solo em questão seja profundo e que permita a criação de ramificações, essas ramificações são as responsáveis pela fixação da estrutura no solo, e também são responsáveis pela facilitação da absorção de nutrientes. Então, os solos encharcados e também solos muito secos não entram na lista de possíveis solos para o cultivo desse tipo de planta. 

Outro ponto importante, é realizar uma análise química e nutricional daquele solo, ou seja, realizar uma coleta e levar para análise para verificar a presença ou não dos nutrientes necessários para o plantio. Essa análise poderá encadear-se na adoção de uma espécie de “suplementação do solo”, através da escolha de adubos específicos para corrigir a deficiência de nutrientes, se for o caso. Além disso, a textura é bastante importante também já que solos mais arenosos costumam ter processos de plantios diferentes dos solos mais argilosos.

2. Realize uma análise climática da região

A análise climática é essencial na hora de plantar, já que através dela é que vão ser determinados os custos com irrigação, e se serão necessários, além de demonstrar se é ou não viável o plantio daquela espécie, naquele local. Estima-se que locais que possuem índices pluviométricos acima de 1200 milímetros anuais, desde que sejam bem distribuídos sem muita disparidade, não deve ser necessário a irrigação complementar. Caso seja menor que os 1200 milímetros anuais, e ou seja mal distribuída durante o ano, é muito provável que haja necessidade de uma irrigação complementar, e isso deve ser analisado já que representa um custo a mais e que será recorrente, para compensar os períodos de seca.

Além da análise do clima, uma análise topográfica é essencial. Analisar o tipo de relevo na qual se planeja realizar o cultivo é essencial já que existem técnicas de plantio diferentes para cada tipo de relevo. Em terrenos planos, o custo de plantio é menor em comparação a terrenos acidentados, é possível trabalhar em ambos os tipos de terrenos, mas o custo com maquinário e com a operação pós-plantio, é consideravelmente mais elevado. 

3. Equipe capacitada

É necessário se atentar, já que o cultivo dessas plantas é com objetivo financeiro no longo prazo, é necessário que pessoas capacitadas e treinadas para lidar com esse tipo de árvore e com o tipo de cultivo que será realizado. Trazendo profissionais capacitados, você tem uma segurança maior no desenvolvimento do processo, e quaisquer eventuais problemas, uma equipe capacitada consegue resolver de maneira mais rápida e prática sempre dando a importância para o desenvolvimento da árvore. A capacitação dos profissionais é importante também na realização da poda, já que existem uma série de medidas recomendadas para potencializar o desenvolvimento.

4. Limpeza do terreno

A limpeza do terreno é importante pela necessidade de ter um controle de qualidade daquilo que está sendo cultivado. Ou seja, é necessário a limpeza prévia do terreno para a remoção de fungos, bactérias, e quaisquer outros fatores biológicos que podem ser danosos para a estrutura da planta. Sem a realização desse processo o controle de pragas é bem mais complicado, e já começa antes mesmo da plantação.

O controle de competição também é bastante importante, por isso é necessário que seja desbastado uma área para o cultivo do mogno africano. Portanto, retirar o volume de plantas ao redor significa que aquele solo tem menos árvores para se nutrir dele. Sem a realização desse processo, haverá uma competição natural por nutrientes, o que ocasionará na morte de diversas árvores. Logo, é um processo que tem como objetivo reduzir a competição, como um modo de precaução.

5. Tipo e qualidade das mudas

Esse ponto é bastante importante, já que existem diversos tipos de mogno africano e eles possuem desenvolvimentos diferentes, e portanto deve ser um alerta. A ivorensis é a que apresenta o melhor desenvolvimento, e portanto costuma ser a melhor opção. Em seguida, vem a anthoteca e a grandifoliola. 

Em último fica a Khaya senegalensis, que tem como característica uma maior presença de galhos e o tronco não-retilíneo, o que é um limitador para a indústria madeireira.  A qualidade das mudas é sempre fator importante, por isso recomendo que conheça o Grupo Selva Florestal, lá eles possuem uma seleção grande de mudas e sementes com alta qualidade. 

6. Conhecer os melhores métodos de plantio

Os tipos de plantio para os mognos africanos são variados, e estão de acordo com o tipo de clima, terreno entre outros fatores e que definirão se a sua produção deve ser manual ou mecanizada. Obviamente que o método mecanizado oferece facilidades, mas a forma de como plantar vai depender se o solo é mais alagado, ou mais seco, e além disso tem relação direta com o custo de cultivo. O trabalho manual é consideravelmente mais barato, mas talvez não seja tão efetivo quanto a forma mecanizada.

Em regiões de declive, prevalece a mão-de-obra manual já que o maquinário pode ser danificado e até tombado em terrenos não-planos. Ainda há outra desvantagem, com a atuação mecanizada, o maquinário costuma compactar demasiadamente o solo interferindo diretamente no modo de plantar, portanto pode até ser usado, mas com moderação e em áreas sem declínios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ver mais postagens

Confira 5 fatores que farão você aumentar seu patrimônio florestal

Confira 5 fatores que farão...

Você sabe quais são as atitudes…
Saiba como funciona a aplicação de herbicida em área de mogno africano

Saiba como funciona a aplicação...

Você entende de tratamento de pragas?…
Como investir em mogno africano sem área, sem manejo e sem floresta? Entenda

Como investir em mogno africano...

O mogno africano é um investimento…
Entenda como o excesso de chuva afeta o plantio de mogno

Entenda como o excesso de...

O Mogno Africano é uma árvore…
Entenda o que é fertilidade do solo e sua função

Entenda o que é fertilidade...

Ter uma terra que seja boa…
Entenda o que é e como funciona a topografia de um terreno

Entenda o que é e...

Quando pensamos em campo, uma das…
Saiba quais as diferenças entre solo arenoso e solo argiloso

Saiba quais as diferenças entre...

Não é apenas a vegetação e…

Confira 7 dicas de como...

Ter plantas em casa é sempre…
A exploração do mogno beneficia a Amazônia? Entenda mais sobre o assunto

A exploração do mogno beneficia...

A exploração e a comercialização do…
Impactos da inflação no comércio de mogno africano

Impactos da inflação no comércio...

Antes de falar sobre a inflação…
Saiba como proteger o mogno do clima frio e geada

Saiba como proteger o mogno...

A grande realidade é que plantas…
Confira 4 modos de restaurar florestas

Confira 4 modos de restaurar...

Como fazer a restauração florestal? Pois…
5 espécies de plantas propícias para plantio em áreas alagadas, confira!

5 espécies de plantas propícias...

Quando o assunto é plantio em…
Dicas para não errar ao germinar sementes, confira!

Dicas para não errar ao...

Antes de entender mais sobre o…
Saiba o que é um inventário florestal e aprenda a fazer corretamente

Saiba o que é um...

O inventário florestal é um documento…
Entenda a relação entre o mogno africano e marcenaria

Entenda a relação entre o...

Bom, antes de saber qual é…
Mogno africano pode ser matéria prima para itens luxuosos? entenda as finalidades

Mogno africano pode ser matéria...

É bastante comum que na manutenção…
Conheça as vantagens da irrigação de mogno africano

Conheça as vantagens da irrigação...

Muitos investidores desejam seguir o ramo…