Entenda a importância do treinamento e da mão de obra para o plantio de mogno africano

Uma árvore de origem africana, com coloração avermelhada e de muito interesse dentro do mercado europeu. Esse é o mogno africano, ao qual se aplicada um treinamento adequado, pode te trazer grandes retornos financeiros em um tempo reduzido, se comparado com outras madeiras nobres. 

Provavelmente, se você está aqui, é porque tem interesse em plantar mogno. Por isso, iremos explicar o porquê é importante investir em um treinamento antes de iniciar sua plantação. Confira! 

Plantar mogno é uma ótima opção. |Foto: Grupo Selva Florestal

Por que plantar mogno?

Como dito no início, o mogno africano produz uma madeira nobre e muito apreciada no mercado exterior, sendo uma ótima opção de investimento a longo prazo. A madeira apresenta um tom avermelhado bem singular, podendo ser usada em móveis, acabamento de veículos, instrumentos musicais e coisas do tipo. Porém, como toda plantação de uma cultura em específico, vale lembrar que é preciso ter um treinamento específico para plantá-lo.

Suas características biológicas também são muito valiosas, o mogno africano apresenta um formato retilíneo de seu tronco que pode ser aproveitado quase ao máximo quando serrado,o que ajuda para que o índice de perda de madeira seja menor. Além disso, quando podada a madeira apresenta poucos galhos e ramos, criando uma madeira mais homogênea e resistente.

Por fim, diferente de muitas madeiras nobres, seu período de maturação, que é o tempo para o corte, é relativamente curto, entre 15 e 18 anos, o que a torna ainda melhor se você busca investir em uma madeira valorizada e de corte mais rápido do que a maioria.

Por isso, hoje é dia de treinamento! Nesse artigo, você irá encontrar algumas dicas sobre o plantio de mogno africano, sendo eles desde a preparação do solo até os investimentos que você precisará planejar.

Por que o treinamento para plantar mogno é necessário?

O mogno é uma madeira muito nobre e precisa ser trabalhada com muito cuidado para obtê-la com todo seu potencial de qualidade. Nesse sentido, preparamos algumas dicas em relação aos cuidados e treinamento prévio que você precisa ter caso queira cultivá-la.

Prepare o solo

Cuidar previamente do solo é algo extremamente importante. O solo funciona como o lar das mudas, precisando portanto ser preparado com muito cuidado para deixar o mogno confortável. Isso porque a terra será de onde a muda irá extrair todos os nutrientes para crescer saudável. 

Para saber se seu solo está saudável, é necessário analisar todas as características biológicas, químicas e físicas. Depois de ter todas as informações, você já pode optar pelo melhor tipo de adubação e se há necessidade de aplicar corretivos.

Conheça o local de plantio

Com certeza desconhecer o local de plantio do mogno africano é o erro mais comum de quem deseja cultivar essa planta sem o treinamento necessário. O mogno africano é uma espécie exótica e de origem africana, o que significa que ele não vai se adaptar às regiões onde há a ocorrência de geadas ou áreas muito úmidas.

Sendo assim, o ideal é plantá-lo em locais mais secos, em que o índice pluviométrico seja superior a 800 milímetros por ano.

É de extrema importância também analisar, além do índice pluviométrico, a atividade agrícola que já foi desenvolvida naquelas terras e se ela combina com a determinada cultura agrícola, sendo possível até identificar o nível de compactação do solo.

Investimento financeiro

Saiba o investimento necessário para plantar o mogno africano. | Foto: Canva

Ele irá variar muito dependendo da qualidade do seu solo, quanto mais pobre em nutrientes, maior precisará ser o investimento para deixá-lo viável para plantio. Também é de extrema importância contratar uma equipe capacitada e com o treinamento certo para te ajudar no plantio do mogno africano.

A equipe deve realizar a devida remoção de possíveis pragas como abelhas, ninhos de formigas e remoção de possíveis matos. No caso do mogno africano, as formigas são grandes inimigas na saúde dessa madeira.

Os mesmos também devem ser instruídos para realizar a melhor poda para o fuste alcançar entre 8 a 12 m livre de galhos.

Vale ressaltar que a extrema remoção dos galhos também não é a melhor coisa, uma vez que as folhas são responsáveis pela fotossíntese, além de poder fazer com que seu mogno acabe sendo infectado por algum tipo de fungo, pragas ou doenças. Por isso, sempre siga a recomendação acima em relação ao espaçamento.

Portanto, esteja preparado para gastar um pouco mais com o solo e uma equipe preparada, para que seja possível a criação de um mogno de maior qualidade.

Armazenar o Mogno africano de maneira correta

Ao pensar no armazenamento do mogno, é preciso lembrar que, independente da idade de corte da árvore/floresta, toda a plantação deve ser imunizada antes do armazenamento, para que se possa evitar a ocorrência de bactérias e fungos. 

O mais indicado é sempre fazer a imunização da madeira por meio de produtos químicos e manter a madeira seca. Para não deixá-la úmida o indicado é sempre armazenar em um local arejado e ventilado, realizar uma secagem ou de forma natural ou usando uma estufa.

Mogno e pecuária

Muitas vezes existe um plantio consorciado, duas ou mais culturas agrícolas e silviculturais. Isso significa que podemos ter animais, como o gado, vivendo no mesmo local ao qual é plantado produtos de origem agrícola. 

No caso de plantações com mogno africano e gado, a atenção se deve ao fato de que, na ausência de alimento, o gado pode acabar roendo a madeira (o tronco da árvore)  e comprometendo o plantio. 

Portanto, se você optar por criar mogno e gado na mesma propriedade, certifique-se sempre que existe um espaço entre ambos e permaneça sempre atento.

Quanto posso faturar com o mogno africano

Se você conseguir um bom solo e profissionais com treinamento adequado, sua plantação de mogno africano saudável pode te garantir uma taxa interna de retorno (TIR) em torno de 12% ao ano. O que é um valor bem interessante se levarmos em consideração o tempo de corte dessa madeira.

Pronto, agora você já tem todas as informações sobre o mogno e o treinamento que é necessário para plantá-lo. Não sendo uma árvore de difícil cultivo mas que precisa de cuidados especiais. Por isso, se você quer a ajuda de especialistas no assunto, não deixe de falar com o Grupo Selva Florestal, eles são especialistas em reflorestamento, produção de mudas, sementes e recuperação de áreas degradadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *