Entenda o tempo de corte do Mogno Africano

Continue lendo esse artigo, basta arrastar a página para baixo

 Entenda o tempo de corte do Mogno Africano

Quando um investidor começa neste ramo, uma de suas maiores dúvidas é a respeito do mogno africano tempo de corte. Mesmo sendo preciso esperar o amadurecimento total da árvore (que demora mais de 15 anos), existem outros critérios para chegar a essa definição.Conhecer todas as nuances que implicam o tempo de corte do mogno é algo que todo o investidor deve saber. Essa é a única forma de garantir que os retornos financeiros sejam os maiores possíveis.

Saiba a melhor hora de retirar as toras de mogno africano. | Foto: Mais Verde Madeiras.

O Mogno Africano

O mogno africano corresponde a um dos melhores investimentos agrícolas possíveis. Essa é uma espécie de madeira nobre, ou seja, o seu tronco é de alta qualidade e, por isso, o valor dado por metro cúbico da madeira do mogno africano é bem alto. 

Uma característica bem marcante desse investimento é o seu tempo, que é bem longo. Para cortar o mogno africano, é preciso esperar o seu amadurecimento (algo em torno dos 18 anos).

O mogno africano é plantado em solos brasileiros pois o mogno brasileiros foi proibido, isso graças a sua exploração excessiva. Como os climas são bem parecidos, a espécie da África se adaptou muito bem aos solos brasileiros.

O tempo ideal de corte do Mogno Africano

Para saber o mogno africano tempo de corte, é essencial ter em mente duas fórmulas fundamentais. A primeira diz respeito ao ICA, que é incremento médio anual e o segundo é IMA, que é incremento corrente anual. Na hora do qualquer, a fórmula é somada a “t”, que é o tempo medido. 

O ICA é uma métrica que tem como principal finalidade a medição anual geral, ou seja, mede o crescimento do volume de uma floresta em seu último ano de crescimento. O IMA é uma métrica maior, que mede todo o período de vida da árvore. A fórmula de cada uma delas é a seguinte: 

  • ICAt = Volt – Volt-1 (1)
  • IMAt = Volt/Idadet (2)

em que:

  • ICAt = incremento corrente anual no período t.
  • Volt = Volume do talhão no período t, em m³ ha-1.
  • Volt-1 = Volume do talhão no período t-1, em m³ ha-1.
  • IMAt = Incremento médio anual no período t.
  • Idadet = Idade do talhão no período t, em anos.

Dessa maneira, o momento ideal para o mogno africano tempo de corte vai depender do que o investidor deseja. Se o principal objetivo for cortar quando a floresta obter o máximo volume, sem o desbastes, o melhor momento de corte é quando o valor do ICA é igual ao de IMA.

Para o técnico

Após o amadurecimento da árvore, quando ela atinge algo em torno de 15 até 18 anos, o seu volume cessa, ou seja, não é nada inteligente ficar esperando a floresta crescer por mais tempo com o objetivo de fazer com que a massa cresça. E é exatamente aí que entra o ICA, para qualquer a idade máxima de crescimento. 

A construção do gráfico ajuda a visualizar o momento correto do mogno africano tempo de corte. Quando coloca o IMA dentro do gráfico, é possível traçar os pontos de encontro entre essas duas métricas, sendo esse o momento ideal para o corte da florestal, sendo que o ponto máximo dos dois são diferentes. 

A idade da planta se relaciona bastante com o volume da floresta, entretanto, o crescimento específico da árvore em porcentagem muda de acordo com a idade. Nos primeiros anos a árvore cresce bastante, a taxa de crescimento vai lá em cima, quando a árvore vai ficando mais velha ela vai crescendo mais devagar.

Para o mercado

Pensar em uma floresta de mogno africano, não é somente o aspecto técnico que deve contar para o melhor momento do mogno africano tempo de corte. O investimento para plantar as árvores envolve a contratação de funcionários, a compra de sementes, de mudas, de adubos e todos os outros elementos que fazem uma plantação realmente dar certo.

Dessa forma, existem outros aspectos de mercado que precisam ser vistos com maior atenção para o melhor momento do mogno africano tempo de corte. Três elementos essenciais do mercado que devem ser vistos são: o preço, os juros e a projeção de receita.

Existem épocas do ano, por exemplo, que o mercado paga um valor acima pelo volume da madeira por haver uma escassez ou pela necessidade de produção e venda rápida. O cálculo aqui deve ter como finalidade ver se é benéfico cortar no momento ou esperar pelo maior volume da floresta.

Tempo de crescimento do Mogno Africano

O tempo de corte tem como uma das principais métricas o crescimento da árvore. Para avaliar isso, é interessante dividir o gráfico em 4 fases: primeiro manejo, segundo manejo, terceiro manejo e, por último, o corte raso.

O primeiro manejo está ali pelo quarto ano, com o volume com menos de 0,250. O segundo manejo vai para o oitavo ano, chegando a 0,250. Aos trezes anos faz-se o terceiro manejo, e o volume nesse momento vai além dos 0,500 e a última fase, o corte raso, precisa ser feito aos 18 anos e o volume vai a 1,000. 

Existem também outras influências que fazem com que a árvore cresça mais rapidamente ou não. As pragas e o crescimento de outras plantas ao redor (da mesma espécie ou não), por exemplo, são fatores que ajudam a determinar esse crescimento.

O manejo

O manejo é uma das principais estratégias usadas para conciliar a questão da técnica e do mercado sobre o mogno africano tempo de corte. O aconselhável é que a plantação seja feita em uma esquema de 3 x 2 metros entre as árvores. 

Dentro dessa plantação, cada um dos mognos africanos terá espaço para o seu crescimento sem prejudicar o desenvolvimento das outras plantas. Dentro desse esquema, serão plantados 1.666  mognos africanos dentro de 1 hectare. 

Todos esses cálculos para saber o mogno africano tempo de corte são, de fato, bem complicados. Para facilitar sua vida, a melhor opção é procurar pelos serviços de consultoria do Grupo Selva Florestal, que te acompanhará em todo o processo do investimento.

Matérias relacionadas

Acompanhe todas as máterias

Mogno Africano e Créditos de Carbono: Entenda como essa Aliança colabora para o Reflorestamento e a Redução de Emissões

2023-12-04 15:30:00

Crédito de Carbono: Entenda como o Mogno Africano pode impulsionar a Sustentabilidade

2023-11-29 15:00:00

Mudas de Árvores: Entenda quais as mais lucrativas? 

2023-11-22 11:00:00

Mudas de mogno: entenda a diferença entre o tipo africano e o tipo brasileiro

2023-11-20 10:00:00

Mogno Africano: Conheça as principais dúvidas deste tipo de árvore exótica

2023-11-17 11:00:00

Mogno Africano: Conheça os primeiros passos para começar a plantar

2023-11-15 10:00:00

Ultimas notícias da Selva

Especialistas em Mogno Africano

Mogno Africano e Créditos de Carbono: Entenda como essa Aliança colabora para o Reflorestamento e a Redução de Emissões

2023-12-04 15:30:00

Crédito de Carbono: Entenda como o Mogno Africano pode impulsionar a Sustentabilidade

2023-11-29 15:00:00

Mudas de Árvores: Entenda quais as mais lucrativas? 

2023-11-22 11:00:00

Mudas de mogno: entenda a diferença entre o tipo africano e o tipo brasileiro

2023-11-20 10:00:00

Mogno Africano: Conheça as principais dúvidas deste tipo de árvore exótica

2023-11-17 11:00:00

Mogno Africano: Conheça os primeiros passos para começar a plantar

2023-11-15 10:00:00