Entenda como funcionam as certificações florestais e a importância de obtê-las

Você sabe o que é certificação florestal? Bom, a certificação é como se fosse um selo de garantia, na qual uma entidade independente a recebe, em que reconhece que os seus produtos florestais foram obtidos por meio de práticas sustentáveis.

Ficou interessado pelo assunto? Neste artigo, vamos explicar o que é a certificação florestal, quem pode trabalhar com certificação ambiental, além disso, você entenderá a importância de obtê-las. Não perca tempo e boa leitura!

Certificação florestal no Brasil: a madeira do mogno africano é uma das mais sustentáveis. | Foto: Grupo Selva Florestal

O que é certificação florestal?

Como dito acima, certificação florestal é o selo de garantia em que se comprova que uma entidade respeita o acordo com todas as exigências ambientais, sociais e econômicas, ou seja, é um sistema que identifica que qualquer empresa relacionada às operações de manejo florestal e/ou cadeias produtivas de produtos florestais respeita o bom manejo florestal. Lembrando que qualquer empresa pode obter a certificação, desde que cumpra os princípios e padrões do FSC.

Empresas que não têm a certificação florestal caso estejam em obra, o empreendimento pode ser barrado e, ainda, demolido e ter que pagar uma multa, pois a partir do momento em que se decide abrir, construir um empreendimento, mexer com processos ambientais, é necessário realizar um estudo de impacto ambiental, para se ser licenciada. Afinal, o empresário só perde em ficar na ilegalidade.

O que significa FSC?

FSC é uma sigla em inglês que significa Forest Stewardship Council, em português Conselho de Manejo Florestal, criado em 1993, com o objetivo de reduzir o desequilíbrio ambiental pelo planeta. Na época em que foi criado, estava havendo um alto consumo de madeira tropical pelos países europeus e Estados Unidos.

Como a organização tinha que lidar com grandes empresários, fazendeiros, e tendo uma tarefa nada fácil de entrar em consenso com pessoas tão poderosas, o Conselho de Manejo Florestal elaborou normas chamadas de Princípios e Critérios (P&C), que visavam o bom manejo florestal e garantiam o desenvolvimento social com responsabilidade ambiental – sendo também economicamente viável.

Atualmente, o FSC é conhecido pelo mundo todo e até mesmo grandes marcas se preocupam em ter esse selo. Com presença em 75 países e todos os continentes, o conselho segue desenvolvendo e promovendo normas internacionais e nacionais, nas quais credencia certificadoras para que elas possam confirmar que seus produtos e empreendimentos florestais estejam de acordo com seus Princípios e Critérios. Além disso, o Conselho de Manejo Florestal gera cerca de 5 bilhões de dólares por ano em todo o globo.

Posso trabalhar sem certificação florestal?

É muito importante ter a certificação florestal, pois ela significa sua permanência no mercado. Você terá oportunidade de introduzir seus produtos e suas novidades no mercado, você recebe seu espaço, além do mais, evidencia que sua marca é ecologicamente correta, seguindo todas as diretrizes propostas pelo Conselho de Manejo Florestal. Outro ponto relevante é que ter esse passe dá permanência no mesmo local, gerando e mantendo empregos da comunidade, o que também gera lucro.

No Brasil, o empresário que possui essa certificação florestal cria uma boa imagem, sendo separado daqueles que vivem na ilegalidade, afinal, o consumidor de hoje está preocupado com o que consome, de onde vem e como foi feito. Um empresário no Brasil que se preocupa em ter a certificação florestal em um país que está entre os países com maior área florestal, perdendo apenas para Rússia e Canadá, evidencia que se preocupa com a floresta e sua biodiversidade.

Como obter certificação florestal?

Até aqui você viu o quão importante é obter a certificação florestal. Agora vou te explicar o que é necessário para obtê-la:

Ecologicamente correto

Usar tecnologia que imite o ciclo natural da floresta e minimize os impactos, faça-a renovar e permanecer duradoura, e a biodiversidade que contém. Por exemplo, as florestas fornecem matéria-prima para a indústria de papel – sem florestas, é impossível fornecer o mesmo produto ou a mesma quantidade de produto. O papel é uma mercadoria indispensável na sociedade moderna.

Socialmente justo

A posse das áreas florestais e de todas as atividades deve ser legalizada, o que significa pagar todos os impostos e respeitar todos os direitos trabalhistas, inclusive os projetos de segurança do trabalho. Além disso, o processo de certificação FSC é transparente, permitindo que qualquer entidade ou indivíduo da sociedade civil o inspecione. Por fim, os princípios e padrões do FSC são determinados pela participação igualitária de três setores: meio ambiente, sociedade e economia.

Economicamente viável

A tecnologia de manejo florestal exigida pelo FSC melhora a produtividade da floresta, garante a durabilidade do investimento e agrega valor ao produto. O selo FSC no produto já é procurado, mas a oferta ainda é insuficiente, o que significa que o produto com o selo FSC garante sua durabilidade no mercado e abre novos mercados.

Existe mais de um tipo de certificação florestal?

Atualmente, existem cerca de três tipos de certificação florestal. Veja abaixo:

Madeira Controlada

As normas do Conselho de Manejo Florestal (FSC) têm como objetivo orientar as empresas certificadoras a evitarem produtos com origem florestal em que estejam em categorias não aceitas pelo Conselho de Manejo Florestal.

Porque apenas materiais provenientes de fontes aceitáveis pelo Conselho de Manejo Florestal devem e podem ser utilizados como controle. A seguir, veja os materiais que não podem ser misturados com materiais que são certificados pelo FSC:

1. Madeira explorada ilegalmente;

2. Madeira explorada em violação de direitos tradicionais e humanos;

3. Madeira oriunda de florestas nas quais altos valores de conservação estejam ameaçados por atividades de manejo;

4. Madeira oriunda de florestas sendo convertidas em plantações ou uso não florestal;

5. Madeira de florestas nas quais árvores geneticamente modificadas sejam plantadas.

Certificação de Cadeia de Custódia

A certificação de cadeia de custódia garante a rastreabilidade a partir do momento da produção da matéria-prima que sai das florestas até o momento em que chega ao consumidor final. Essa certificação aplica-se aos produtores que processam a matéria-prima de florestas certificadas.

Certificação de Manejo Florestal

A certificação de Manejo Florestal tem como objetivo garantir que a floresta seja manejada de forma responsável, de acordo com os princípios e critérios da certificação FSC. Essa certificação florestal pode ser obtida em pequenas, grandes operações ou associações comunitárias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.