Entenda porque o futuro do agronegócio depende de preservar a natureza

A preservação do meio ambiente é essencial para manter a saúde do planeta e de todos os seres vivos que vivem nesse local. Afinal, o meio ambiente é responsável por diversas matérias primas importantes para a produção de alimentos, fontes de energia, água, entre outros. Por isso, nesse post, vamos explicar como preservar o meio ambiente, as principais ações para chegar nesse objetivo e conscientizar que, por menores que sejam as suas atitudes, elas podem ter um grande impacto para o planeta.

Continue a leitura para saber mais sobre a preservação do meio ambiente.

A preservação do meio ambiente é essencial para a obtenção de recursos importantes para os seres vivos. | Foto: Pixabay.

Qual a importância de preservar o meio ambiente para o agronegócio

Em primeiro lugar, é importante entender o que é a preservação do meio ambiente, ou seja, esse processo refere-se ao grupo de práticas que tem o objetivo de proteger a natureza das ações ou processos que causam danos ao meio ambiente. Desse modo, por causa do atual modelo econômico, isto é, baseado em altos níveis de consumo, o ser humano tem provocado inúmeros prejuízos para a flora e fauna no planeta, gerando desequilíbrios ambientais irreversíveis e prejudicando a preservação do meio ambiente.

Além disso, é comum as pessoas confundirem dois termos: preservação e conservação ambiental, pois, muitas vezes, são usados como sinônimos. Embora pareçam apresentar a mesma ideia, elas representam sentidos diferentes dentro do campo da ecologia.

Assim, presentes na maioria das discussões relacionadas a área ambiental, os termos conservação e preservação são utilizados de maneira errada. Desse modo, mesmo ambas sendo correntes ideológicas e que tem a finalidade de buscar o melhor para o meio ambiente, a diferença é que uma preza pela manutenção, enquanto a outra procura maneiras de tornar o desenvolvimento sustentável.

Em outras palavras, a preservação foi originada a partir de uma corrente ideológica chamada preservacionismo, abordando a proteção da natureza, sem levar em consideração o seu valor econômico ou utilitário, colocando o ser humano como responsável por esse desequilíbrio. Por isso, com caráter protetor, aborda a criação de santuários intocáveis, sem sofrer interferências externas aos desenvolvimentos do processo e sua consequente degradação. Em síntese, “explorar”, “tocar”, “consumir” e, muitas vezes, até “pesquisar”, tornam-se atitudes que ferem tais princípios.

Por outro lado, a conservação trata o meio ambiente de maneira diferente, ou seja, bem menos rígida, autorizando a exploração dos recursos disponíveis na natureza, desde que essas ações sejam realizadas com inteligência, portanto, o manejo correto do meio ambiente pelo homem. Além disso, a conservação ambiental defende o desenvolvimento sustentável da humanidade, com o objetivo de garantir uma melhor qualidade de vida para as gerações futuras e também para as presentes, focando no uso racional dos recursos renováveis e provocando a menor agressão possível ao ambiente explorado.

Nesse sentido, o artigo 225 da Constituição Federal define que o meio ambiente é um “bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”. Por isso, a preservação do meio ambiente é essencial para manter a saúde do planeta e de todos os seres vivos que vivem no local, portanto, deve ser cuidado e o esforço para proteger esses recursos naturais deve ser celebrado. Assim, os seres humanos só conseguem sobreviver graças à natureza. Afinal, usamos plantas e animais para nos alimentar, água para tomar banho, beber e muitos outros recursos utilizados no dia a dia que nem percebemos.

No entanto, a preservação do meio ambiente  não é uma tarefa fácil, assim, pequenos gestos ajudam nessa preservação do meio ambiente e fazem desse planeta um lugar melhor para as futuras gerações e também para as gerações atuais. Por isso, confira algumas dicas de como você pode contribuir para a preservação ambiental:

Leis Ambientais

As leis ambientais determinam as áreas de proteção e os períodos permitidos de pesca, entre outras atividades, portanto, é essencial respeitar essas normas e obrigações para proteção do meio ambiente. Pescar em épocas de reprodução, por exemplo, pode levar à extinção de espécies e consequentemente, desequilíbrios ambientais.

Não jogar lixo na rua

Jogar lixo na rua é uma atitude que causa muitos danos à natureza e ao planeta. Desse modo, além de sujar as cidades, o lixo que é jogado nas ruas pode ficar acumulado em esgotos e bueiros, assim, como consequência, em períodos chuvosos pode aumentar o risco de enchentes e alagamentos. Além disso, o lixo deixado nas ruas também pode ser levado até oceanos, rios, córregos e nascentes de água, provocando a morte de diversos peixes e de outros animais, como também a poluição das águas.

Separar o lixo

Separar o lixo é uma estratégia muito eficiente de contribuir para que os produtos reciclados sejam encaminhados para pontos especializados de reciclagem e, assim, tornem-se matéria-prima para o desenvolvimento de outros produtos ao invés de lixo.

Tipos de lixo reciclável

Vidro, embalagens, papel, plásticos, entre outros produtos. Fazer a separação desses materiais recicláveis é uma maneira de ajudar no trabalho de coleta seletiva e na preservação do meio ambiente. Desse modo, o lixo é separado, acondicionado e encaminhado para organizações que transformam esses elementos em novos produtos. 

Além disso, o lixo orgânico também pode ser reaproveitado através de um método chamado de compostagem, ou seja, esse material é transformado em resíduos orgânicos, assim, a partir de sua decomposição natural, podem ser produzidos adubos e fertilizantes, por isso a importância da preservação do meio ambiente para o agronegócio.

Cuide bem dos cursos de água

Nunca coloque lixo em lagos, rios e outros ambientes aquáticos, pois isso atrapalha a preservação da mata em volta desses locais. A preservação do meio ambiente, mais especificamente dessa mata,  protege contra erosão e assoreamento. Desse modo, fazer mudanças em algum curso de rio pode causar danos ambientais graves.

Portanto, em alguns casos pode haver impactos na fauna aquática e no solo, como também desmatamento nas áreas ou alteração da cobertura vegetal nativa. Por isso, ao abrir canais ou construir diques por conta própria, para barrar cursos de água, você pode causar inundações ou alagamentos, assim, é importante que exista uma lei que regulamenta essas ações.

Usar menos plástico

Existem estudos que mostram que leva cerca de 450 anos para os canudos serem decompostos e, segundo a ONU, a estimativa é que até 2025 existirá mais plástico do que peixes nos oceanos! Por isso é muito importante tomar atitudes sustentáveis para a preservação do meio ambiente.

Consumo consciente para preservar o planeta

Você realmente precisa ter o mais novo lançamento dos aparelhos móveis? Ou o veículo do ano? Repensar as suas atitudes como consumidor pode ser importante no desenvolvimento de uma relação mais saudável, tanto com os produtos comercializados, quanto com o dinheiro. Desse modo, além de economizar e aproveitar melhor os recursos financeiros, você consegue contribuir para uma redução significativa de lixos, sejam de equipamentos ou embalagens e produtos obsoletos.

Evite andar apenas de carro

Os carros poluem o meio ambiente, portanto, sempre que possível, escolha deixar o seu veículo em casa. Além disso, você sempre pode escolher por utilizar o transporte público de sua região, desenvolver sistemas de caronas, andar a pé ou ir de bicicleta, dependendo da distância a ser percorrida. Nesse sentido, a queima do combustível elimina dióxido de carbono no ar, ou seja, um gás do efeito estufa que contribui para a intensificação do aquecimento global.

Ensine seus filhos a cuidar do meio ambiente

Essa etapa é muito importante, pois é durante o desenvolvimento infantil que as crianças acumulam ideais e valores que vão nortear toda a sua vida. Por isso, é nesse momento que os pais devem começar a compartilhar os seus conhecimentos com os seus filhos sobre a importância de cuidar e preservar o meio ambiente, principalmente com exemplos de ações sobre a importância de respeitar o planeta.

Confira, abaixo, mais dicas:

  • Seja o exemplo do seu filho: lembre-se que as crianças aprendem muito mais com atitudes do que com a fala;
  • Ensine a origem da água e como é prejudicial para o planeta quando a desperdiçamos;
  • Mostre que toda comida que sobra acaba virando lixo e conte que os aterros são áreas de grande contaminação.  Desse modo, você incentiva a criança a comer e preservar a natureza;
  • Crie momentos de desapego, selecionando brinquedos e roupas para doação. Você ensina a forma certa de descartar esses itens, ou seja, ajudando outra criança;
  • Ensine sobre consumo consciente. Afinal, a criança não precisa ter tudo o que ela quiser, mas apenas o necessário.

Ensinar as crianças sobre a importância da preservação é essencial para um futuro melhor. Entenda a relação do agronegócio e meio ambiente. | Foto: Pixabay.

Agora que você já sabe a importância da preservação do meio ambiente, portanto, está ciente de que nossos atos refletem diretamente ao ambiente em que vivemos, assim, se continuarmos provocando danos à natureza, em breve não teremos mais um planeta para chamar de lar. Por isso, alguns hábitos diários podem ser repensados, sem dificultar ou prejudicar a sua vida. Faça a sua parte, ajude na preservação da natureza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.