A Diferença entre Mogno Africano Khaya Senegalensis X Khaya Ivorensis.

Muito se fala dessas duas espécies de mogno Africano no Brasil, sendo que cada uma tem suas peculiaridades. Toda área plantada de Mogno Africano no Brasil ultrapassa um pouco mais de 30.000 ha, em diferentes estágio de crescimento, muito pouco ainda pensando em fornecer ao mercado externo.


Khaya Senegalensis
Khaya Ivorensis
Khaya SenegalensisKhaya Ivorensis
Resistente a seca Pouco resistente a seca (irrigação)
Mais resistente ao cancro
(casca mais grossa)
Mais susceptível ao cancro
(casca mais fina)
Crescimento mais lento Crescimento mais rápido (15% mais)
Desenvolve em solo arenosoPouco desenvolve em solo arenoso
Sementes perde pouca germinação
quando armazenadas
Sementes perdem a germinação mais rapidamente, quando armazenadas
Mais cultivado no mundo, Austrália
maior projeto
Cultivado no Brasil
Maior engalhamento – se cultivar
em espaçamento mais denso, diminui o engalhamento e tortuosidade.
Pouco engalhamento, tronco mais retilíneo.

Ambas espécies tem suas qualidades, e podem ser cultivadas em todo território nacional, ambas não suportam solos alagados e pouca resistência a geadas.

O Khaya Ivorensis, quando cultivado no Centro Oeste, Nordeste e algumas partes do Sudeste, tem que implantar um sistema de irrigação no primeiro ano, para que possa desenvolver melhor e passar o período de seca tranquilamente.

A cultura vem desenvolvendo muito nesses últimos anos. Aos futuros produtores de Mogno, se faz necessário um estudo mais aprofundado sobre ambas espécies e ver qual se desenvolve melhor em sua Região, e muito importante conhecer florestas já estabelecidas com idades superiores a 7 anos, onde o perigo por ataques de pragas diminui consideravelmente.

Nossa empresa SELVA FLORESTAL já atua no mercado florestal a mais de 15 anos. Nossas mudas são Certificadas e nosso RENASEM é 0888/2009.

Produzimos mudas das duas espécies.

Pátio de mudas Mogno Khaya Ivorensis
Mudas Khaya Senegalensis
Khaya Senegalnsis com 8 ano – Porangatu-GO

Entre em contato para maiores informações.

Sobre o autor | Website

Formado em Zootecnia pela UNESP - Jaboticabal, atua na atividade florestal a mais de 15 anos. Sócio fundador da Selva Florestal.

Deixe seu e-mail, nome e telefone, para receber mais informações sobre a cultura de Mogno Africano, iremos entrar em contato via e-mail.

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

3 Comentários

  1. Amanda disse:

    Tenho uma experiencia para compartilhar. Temos um plantio no maranhão de 30ha de k. senegalensis, na época das chuvas o solo fica muito encharcado e com poças d’água, e mesmo assim o mogno não sofreu com isso (2º ano), partes do terreno masi baixas tem solo mais argiloso e mais encharcado, observado apenas que teve menor crescimento que os demais, mas esta indo!

  2. Marcos Eduardo Sales Nunes de Souza disse:

    Estou estudando a viabilidade financeira de ambas as espécies.
    Quero iniciar o plantio em breve.
    Será meu plano de aposentadoria.
    Agradeço a postagem, simples e eficaz.
    Abraços