PORQUE PLANTAMOS KHAYA SENEGALENSIS COM O ESPAÇAMENTO 3X2M NO MAHOGANT404

Se você quer plantar Mogno Africano e ter receitas no decorrer dos 18 anos, sugiro o espaçamento 3×2 m, mas para fazer esse espaçamento tem vários outros critérios que devem ser adotados.

Tudo que falo sobre isso está nesse vídeo aqui, caso prefira ver ele.

Uma das maiores dúvidas hoje para quem quer iniciar um plantio de mogno é saber qual espaçamento adotar. Nos meus primeiros plantio, praticamente todos foram 5x5m mas isso foi a 10 anos atrás. Nós tínhamos poucas informações sobre espaçamentos e hoje já temos uma embasamento técnico de melhor qualidade, produtividade de madeira, correlacionado ao modelo de espaçamento que é adotado no plantio.

Hoje nós adotamos o espaçamento 3x2m nos plantios do mahogany. Esse espaçamento plantamos a quantidade de 1.666 mudas de khaya senegalensis.

Não existe o melhor espaçamento, para definir o melhor nós temos que levar em consideração tipo de solo, índice pluviométrico da região, os períodos de chuvas e a finalidade principal da madeira.

E com isso as dúvidas só aumentam para quem quer plantar mogno africano.

A principal diferença entre eles, é uma floresta densa e a outra menos densa, em um espaçamento bem adensado, tem a vantagem de que a floresta vai fechar as copas mais rápido, reduzindo a matocompetição, enquanto a floresta mais adensada, tem a vantagem de ter menos desbastes no decorrer dos anos, e outros inúmeros fatores.

Chegamos nessa conclusão, quando resolvi implantar um teste nesse espaçamento aqui no pólo, onde eu pude ver uma diferença significativa. Esse espaçamento determinou uma menor competição entre o mogno e as ervas daninhas, diminui o engalhamento no Khaya senegalensis, aumentou a qualidade e o seu tronco ficou mais retilíneo.

Conversando com algumas pessoas lá na Austrália, eles me falaram que utilizava espaçamento 3x2m com o khaya senegalensis e vi alguns artigos, e então resolvi fazer um teste experimental, mas nada com parceria com universidades tudo por minha conta mesmo. Lá na Austrália o 1° e 2° eles fazem o tratamento no mogno, similar  ao que faz no eucalipto, e coloca os estacas para vender no comércio, enquanto não vende a última estaca de mogno não volta a vender a de eucalipto.

Fizemos nosso primeiro teste nesse espaçamento a 6 anos atrás em uma propriedade de um de nossos parceiro do pólo florestal.

Eu posso falar aqui pra você que nos plantios meus que usei o espaçamento 5×5, onde plantei 400 árvores por hectare, tive um índice grande de tortuosidade onde chegarei no ciclo final da floresta com uma quantidade menor de árvores padrão para atender o mercado mais exigente.

Demorou uns 7 anos pra a gente descobrir que o espaçamento adensado melhora e muito o manejo e a qualidade do khaya senegalensis, essa espécie sofreu muito aqui no Brasil com algumas empresas, que falaram muito mal da espécie dizendo que ela engalhava e entortava muito e consequentemente não recomendam essa espécie, mas hoje sabemos que essas duas principais críticas foram derrubadas utilizando o espaçamento 3×2 com o khaya senegalensis.

Quando começamos a utilizar esse espaçamento mais adensado, ele não só reduz a competição e diminui o engalhamento, ele também faz uma pressão de seleção que no decorrer dos anos o próprio ambiente e o manejo vai selecionar somente as árvores mais top.

E você chega no final do ciclo com o maior numero de arvores de primeira linha por hectare, do que as árvores de um espaçamento 5×5 m, e quando for contactar os compradores e eles verem a sua madeira, a qualidade que ela está, é garantia de mercado consolidado.

E a maior vantagem de usar o espaçamento 3x2m quando comparado com os outros modelos de plantios é que no decorrer desses 18 anos que o tempo final da cultura você tem 3 desbastes nesse meio tempo.

1 desbaste do 3 ao 4 ano 

2 desbaste do 7 ao 8 ano

3 desbaste do 12 ao 13 ano

E o corte final dos 17 ao 20 ano.

Nesse espaçamento mais adensado tem que ter obrigatoriedade de fazer os desbastes, e se nao fizer a sua floresta trava, e nao vai se desenvolver mais, temos um cliente que quando chegou o momento de fazer os desbastes ele ficou com dó e sua floresta não se desenvolveu e com muito dificuldade convencemos ele a fazer os desbaste, mas a floresta ficou 1 ano atrasada.

Recomendamos o plantio mais espaçado quando o cliente não quer fazer os desbastes ou então na sua região chove muito pouco, um estiagem grande e um solo muito arenoso.

Quando falo do custo de implementação do custo de um espaçamento mais adensado. exemplo 3×2 ou 3x3m é maior, porque usamos mais mudas, adubos, mão de obra, mas por outro lado vai ter um custo menor de manutenção. Já o espaçamento menos adensado, menor custo, porque utiliza menos adubos, mão de obra, mas o custo de manutenção é bem maior, isso eu falo porque tenho uma floresta de 5 anos que até hoje me dá muito trabalho de manutenção.

Uma informação importante para quem for adotar o espaçamento 3x2m é reservar as mudas o mais rápido possível, pois como a quantidade é maior e a produção de mudas ainda é pequena no Brasil é melhor garantir elas e junto com isso fazer um estudo da sua região e do seu solo.

E vejo que muitos produtores plantam com a finalidade de ter todos os benefícios que esse espaçamento traz e procrastina quando chega o momento de fazer os desbastes.

E se você quer fazer esse espaçamento 3×2, mas sua região não chove muito, seu solo é muito arenoso, uma das formas que posso te falar é a utilização da irrigação na época de estiagem e o uso do gel de plantios.

E tenho um grande exemplo disso que vocês conhecem que é o caso do mahogany 404, e aqui nós utilizamos o espaçamento 3x2m, onde nossa meta e ter maior produtividade por ha, produzir uma madeira de ótima qualidade, com menos nós, maior aproveitamento de serraria sendo que a nossa proposta é atingir 404 metros cúbicos por ha e isso só é possível com o espaçamento 3x2m e outra coisa queremos ter receitas do decorrer dos anos.

Pelos nossos cálculos no 3 desbastes todo o investimento já vai ser pago com sua renda.

A maior parte das áreas de mogno africano plantada no Brasil menos adensadas e também como é uma cultura relativamente nova, existem  áreas com pouco manejo, até por falta de conhecimento. Os primeiros corte que irão ocorrer em grande escala vai ter uma produtividade menor e uma qualidade não tão boa. E esse novo espaçamento adotado a uns 4 anos pra cá vai produzir uma madeira de maior qualidade pois hoje temos técnicas de manejo bem precisas para a cultura.

Por hoje é isso, espero que tenha tirado as suas dúvidas com qual espaçamento adotar, e que possa escolher o melhor modelo para seu projeto.

Sobre o autor | Website

Engenheiro Florestal graduado pela Universidade Federal do Tocantins, com ênfase em silvicultura e nutrição de plantas.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!