Aprenda a tornar o manejo do plantio da sua floresta mais fácil

Saiba como funciona o manejo florestal e conheça as melhores dicas para deixar essa técnica ainda mais prática, aumentando a sua produtividade e preservando o meio ambiente!

Manejo florestal sustentável – saiba mais sobre essa técnica. | Foto: Grupo Selva Florestal

O que é manejo florestal?

A técnica de manejo florestal se trata de utilizar os recursos florestais de maneira inteligente, com o uso de equipamentos e técnicas que permitem uma extração mais sustentável e que não prejudiquem a preservação das espécies. Quando falamos sobre a indústria de madeira, é realizado um esquema de rotatividade produtiva, onde a vegetação adulta é retirada, enquanto as árvores mais jovens passam pelo processo de crescimento para serem cortadas no futuro e, após esses processos, novas mudas são plantadas, em um ciclo de preservação e extração.

As técnicas usadas permitem suprir as necessidades econômicas e, ao mesmo tempo, realizar a renovação da natureza, a partir do planejamento e uso consciente dos recursos que são removidos de determinada área. Assim, com o manejo florestal, existem maiores probabilidades de os recursos naturais serem aproveitados ao longo dos anos, além da diminuição das taxas de devastação da vegetação. 

5 dicas para tornar o manejo do plantio da sua floresta mais fácil

Confira, a seguir, quais são as dicas:

1 – Estabeleça quais são os objetivos do seu manejo florestal

Os objetivos do seu plano de manejo florestal não precisam estar de acordo somente com a legislação, mas também devem estar alinhados com o seu propósito de manejo. Primeiramente, seu foco principal deveria estar voltado à produção de matéria-prima, para que sua indústria seja abastecida. Após esse primeiro passo, seria interessante pensar na preservação da biodiversidade, já que uma floresta bem manejada contribui para manter a qualidade do ar e da água.

2- Calcule a área de vegetação que você precisa fazer o manejo florestal

É fundamental lembrar que a área que será realizado o manejo deve ser proporcional ao consumo de matéria-prima de sua indústria. Por exemplo, se a floresta apresentar 30 metros cúbicos de hectares disponíveis e sua empresa consome 12 mil metros cúbicos de madeiras a cada ano, seria preciso fazer o manejo de 400 hectares a cada ano para conseguir manter a sua produtividade. 

Nas florestas tropicais, a produtividade não é muito alta quando comparada a plantações de eucalipto, por exemplo, que possuem um crescimento mais rápido. Caso você aumente a produtividade de sua floresta com técnicas corretas de manejo florestal, será possível reduzir a área necessária para suprir seus objetivos, como tendo a possibilidade de dobrar a produtividade enquanto a área necessária e o ciclo de corte são reduzidos pela metade. 

3 – Faça um bom inventário florestal em sua propriedade

A realização do inventário florestal atua como a base do planejamento de produção de sua indústria e, por isso, destaca-se a importância de um bom planejamento, decidindo qual o melhor sistema de amostragem para o seu caso, com unidades de amostra com forma e tamanho ideais. Essa quantidade de unidades de amostra precisa ser considerável, para que uma boa precisão seja alcançada e, consequentemente, gere resultados seguros. 

Se você não tiver o trabalho de um engenheiro florestal disponível, é interessante a contratação de um consultor idôneo, que realize um trabalho sério e consiga uma estimativa precisa do volume da floresta, mas é importante lembrar que os profissionais mais capacitados para realizar essa função são o engenheiro agrônomo e o engenheiro florestal. Um bom inventário deve conter a distribuição da quantidade, classe e diâmetro de árvores a cada hectare e a área basal por diâmetro, classe e hectare. 

4 – Planeje e execute bem a exploração

Boa parte da exploração depende do sucesso obtido com o manejo florestal, já que essa técnica deve ser executada de forma bastante cuidadosa e após um bom planejamento. A extração vegetal por si só é uma atividade que causa danos à floresta, o que pode ser observado em pesquisas que constataram que a extração danifica pelo menos 60% da cobertura vegetal da floresta Amazônica, além de destruir até 2 metros cúbicos de madeira para cada 1 aproveitado. 

Quando falamos de uma extração que teve o cuidado de um bom planejamento, podemos reduzir esses danos pela metade e até mesmo diminuir os gastos durante o processo.

5 – Acompanhe o desenvolvimento de sua floresta

Nas plantações é mais fácil perceber que a floresta cresce, o que não acontece da mesma forma nas florestas tropicais, já que ela possui uma junção de várias espécies, com diferentes taxas de crescimento, dificultando a observação desse processo. 

Um dos modos mais eficazes é medir constantemente algumas árvores e notar o quanto elas estão crescendo. Além disso, também é possível calcular quantas árvores morrem e como está a regeneração da floresta. Assim, você poderá determinar a produtividade de uma área e perceber se a exploração foi bem feita.

Como fazer um plano de manejo florestal

O ciclo de corte que determina qual a frequência que uma área está sendo explorada é a base principal da técnica de manejo florestal na extração de madeira. Por exemplo, se uma área tem um ciclo de 25 anos, isso significa que ela será dividida em 25 partes, onde cada parte deverá ser explorada em 1 ano, ou seja, a primeira parte que for explorada só poderá ser explorada novamente depois de 25 anos, quando ela estiver recuperada novamente e a vegetação crescer.

Entenda como funciona o manejo florestal. | Foto: Grupo Selva Florestal

Os produtos que são extraídos a partir da área de manejo florestal precisam ter certificados de vários órgãos ambientais, como o FSC (conselho de manejo florestal), o órgão de maior abrangência nesse setor e que está presente em 65 países. O conselho de manejo florestal, utiliza critérios universais de acordo com o manejo e floresta explorada, considerando as condições de cada local e os princípios citados a seguir: 

  • Cumprir a legislação regional, nacional e acordos internacionais do meio ambiente; 
  • Estabelecer a segurança e bem-estar dos trabalhadores florestais, bem como todos os seus direitos; 
  • Manter o respeito aos direitos da população indígena; 
  • Ter clareza no objetivo do plano de manejo florestal a médio e longo prazo; 
  • Realizar a manutenção das florestas de alto valor de conservação; 
  • Fazer uma avaliação técnica, social e econômica das vegetações em suas áreas de influência; 
  • Monitorar as florestas e observar todos os impactos e intervenções de sua estrutura.

Conheça o Grupo Selva Florestal

O Grupo Selva Florestal atua há mais de 15 anos na área ambiental, trabalhando com a produção de mudas, reflorestamento e recuperação de locais degradados, comercialização de sementes, além de projetos agroflorestais. Para saber mais detalhes sobre as dicas de manejo florestal, não deixe de assistir esse vídeo produzido pelo canal da empresa no YouTube. E não se esqueça de acompanhar o canal e as mídias sociais do Selva Florestal para ficar por dentro das principais tendências do setor ambiental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.