Arrendamento de terras ou compra de terras? Qual o melhor?

FOTO: Grupo Selva Florestal.

Para ocupar ou empossar-se de uma terra por meios legais, seguindo o que é ditado na legislação brasileira, existem vários meios. Dentre estes, o mais conhecido e popular é a compra de terrenos.

Entretanto, existe também o método do arrendamento de terras. Saiba mais sobre esses dois modos de ocupação, suas diferenças, vantagens, desvantagens e muito mais neste artigo. Ao final, você deve conseguir sanar todas as suas dúvidas relacionadas ao tema.

O que é arrendamento de terras?

Mas afinal de contas, você efetivamente sabe o que é arrendamento de terras? Este é um tema muito amplo e que pode em muito te acrescentar. Muitas vezes, por falta de informação ou um debate sobre o assunto, as pessoas podem não considerar o arrendamento de terras no momento de escolha de ocupar uma propriedade ou terreno.

Por isso, não deixe dados desencontrados influenciarem nas suas decisões, continue lendo para entender tudo sobre o processo de arrendamento de terras. 

Por que é feito o arrendamento de terras?

Em linhas gerais, o processo de arrendamento de terra acontece de modo semelhante a um aluguel. Ele ocorre quando o proprietário de uma determinada terra não está mais produzindo, mas também não quer vender o terreno. Nesse sentido, o arrendamento de terras é feito para que a terra não fique parada, inutilizada.

Como acontece o arrendamento de terras?

A dinâmica de um arrendamento de terras funciona de modo semelhante ao aluguel de uma propriedade. Normalmente, o proprietário coloca sua terra à disposição e, através de um contrato, uma outra pessoa estabelece a relação de uso dessa terra.

Proprietário

O dono da terra torna-se, portanto, o arrendador. E a pessoa que fará uso dela pagará por isso: é o arrendatário. O arrendatário aluga a terra para poder produzir, e paga um valor combinado em contrato ao arrendador.

Valor do arrendamento de terras

De forma geral, é muito difícil estabelecer valores ou média de preços quando o assunto é arrendamento de terra. Muitos fatores interferem nos quesitos monetários. Entretanto, muito dessa oscilação de preços é devido a características de cada região. Pelo fato de o Brasil ser um país muito grande e vasto, as condições são muito distintas em cada canto do território.

Fatores

Se há interesse em fazer o arrendamento de terras, saiba que alguns dos fatores que serão considerados para a avaliação monetária são: a qualidade do solo (grande protagonista), dificuldade de acesso ao terreno, relevo, preço da vizinhança, lucratividade, produtividade da cultura e até muitos outros.

Tipos de cobrança

É importante estar ciente, também, que existem vários tipos de cobrança de arrendamento de terra. A escolha normalmente fica a cargo do arrendador, mas tudo é passível de muito diálogo entre as duas partes.

Contrato

O contrato de arrendamento pode ser feito a partir de um aluguel, por produtividade, por porcentagem de produção, ou por produção pré-fixada. Vale lembrar, também, que todas as características consideradas para a avaliação monetária, cabem como critérios para definir o tipo de cobrança do arrendamento; adequam-se às suas condições. 

Ainda falando das questões burocráticas e monetárias de um processo de arrendamento de terras, os aspectos contratuais devem ser avaliados com todo o cuidado e atenção, visando evitar problemas futuros.

É sempre importante conversar com um profissional para garantir a lisura do processo. Na maioria dos casos, o acompanhamento de um advogado é fundamental.

Cláusulas

É comum os envolvidos no processo seguirem um modelo de contrato de arrendamento de terra, que deve obter algumas palavras e termos chave, evitando problemas lá na frente, como, cláusulas sobre o objeto do contrato. Ou seja: a terra a ser arrendada, detalhando tamanho da terra ou finalidade de uso.

Cláusulas fundamentais também, são aquelas que abordam as questões relacionadas ao preço, destinação do uso do imóvel e uso do solo, dos direitos e obrigações do arrendatário, além de muitas outras que um profissional do Direito saberá te auxiliar. É fundamental que essa parte burocrática esteja sempre em dia.

Valores

Ainda falando em valores, o arrendamento de terras no Brasil tem como uma das maiores finalidades o uso para o pasto e para a soja, fortes protagonistas da cena da agropecuária e agronegócio brasileiro. E começando com a finalidade de plantio de Mogno Africano.

De modo geral, o aluguel de pastagem em todos o país gira em torno do valor de R$20,00 a R$30,00 por cabeça por mês. Já falando da soja, o sistema de pagamento funciona um pouco diferente: medido pelos hectares ocupados.

Arrendamento de terras no interior de SP

Conforme dissemos, o preço do arrendamento de terra tende a variar de região para região.  Quando falamos do interior de São Paulo, o estado de maior polo do país, podemos avaliar uma média rentável de cerca de R$ 1.500,00 e R$ 1.900,00 por hectare/ano para o arrendamento de terras para soja. 

Agora, com todo esse conhecimento a respeito do universo do arrendamento de terras, cabe a você decidir entre comprar sua própria terra ou arrendar um terreno de outro proprietário para suas produções.

Arrendamento de terras ou compra de terras?

É importante, na escolha, levar em conta quais são os seus objetivos. Talvez, se você deseja fazer um uso específico da terra, somente por um tempo determinado, e não quer ter tanto vínculo assim com o terreno, o arrendamento seja uma opção válida.

Por outro lado, se você almeja algo mais definitivo, tem maiores pretensões no que se refere à produção/plantio e manejo da terra, e tem a quantia necessária para pagar, a compra de terras pode funcionar melhor.

Tenha em mente também, principalmente, quando falamos da Soja, a importância da realização de uma consultoria de plantio tanto em se tratando de uma terra própria ou arrendada.

Arrendamento de terras com consultoria de plantio.

O processo de consultoria de plantio é um serviço completo de apoio técnico que facilita todo processo de plantio, monitoramento e exploração. Ao contratar um serviço deste tipo, você conta com uma equipe completa.

São vários especialistas que irão estar ao seu lado, colaborando diretamente para realização de ações de plantio, além de facilitar o desenvolvimento das etapas necessárias e apresentando atalhos para o cultivo de suas terras. 

Em suma, tanto o processo de arrendamento de terras, quanto o processo de compra, agregam benefícios para os envolvidos, cabe à pessoa de interesse compreender as burocracias, as suas necessidades e assim, colocar em uma balança e fazer sua escolha. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *