Avalie os prós e contras de investir em mogno africano e entenda se é o melhor para você

O mogno africano vem se tornando uma grande pauta nas discussões sobre investimento, uma vez que a espécie Khaya senegalensis, que também é conhecida como mogno africano, é uma espécie de árvore alta, podendo chegar mais de 15 metros de altura e 1,5 metros de circunferência, o que contribui para a usabilidade de sua madeira. E ela pode ser encontrada em florestas tropicais de áreas baixas, típicas do continente africano e podendo ser plantadas em áreas brasileiras, por possuírem características de clima e solo parecidas com seu local de origem.

Essa é uma árvore de madeira nobre, com um crescimento mais acelerado em relação às demais espécies e com alto valor comercial, muito valorizada pelo mercado europeu e norte americano. Mas a questão é: o mogno africano é um bom investimento? É exatamente isso que iremos te explicar hoje. Para isso, leia o artigo até o final e você saberá tudo sobre esse tipo de investimento. 

Saiba tudo sobre o mogno africano, desde o plantio à rentabilidade. | Foto: Grupo Selva Florestal.

Qual a rentabilidade do mogno africano?

Depois dessa breve apresentação do mogno africano, vamos ao que interessa: o investimento neste produto. Nos próximos parágrafos, você, que é produtor ou investidor, saberá detalhadamente tudo que envolve o investimento nessa plantação de árvores, que além de ser um bom negócio para investimentos, proporciona um desenvolvimento sustentável para o nosso planeta.

Ao falar sobre a rentabilidade do investimento em mogno africano, temos que pensar se o mogno africano será uma fonte de renda promissora. Para isso, na hora de investir em mogno africano, você precisa averiguar qual é o seu objetivo com esse investimento: se você procura algo a longo ou curto prazo e, caso a sua resposta for um investimento a longo prazo, informamos que você está no caminho certo. No entanto, caso você esteja procurando um investimento a curto prazo, isto é, mais imediato, infelizmente, o mogno africano não é o ideal para você. 

Mas fique sabendo que a rentabilidade de cada hectare plantado chega a ser entorno de meio milhão de reais ao final de cada ciclo, além disso, a árvore possui um custo baixo para quem a produz, visto que é resistente a algumas doenças em que as outras espécies mais populares não são. Por isso, repense realmente se você vai querer deixar essa oportunidade passar. Afinal, em muitos casos, um investimento a longo prazo é mais seguro e eficaz.

Usos da madeira do Mogno Africano

Um dos principais motivos que deixam o mogno africano em alta é a sua usabilidade, que está diretamente ligada à sua durabilidade, resistência e facilidade na hora de produzir. 

Os tipos de mogno africano mais plantado no Brasil é a Khaya grandifoliola e khaya senegalensis podendo ser utilizada para fabricação de móveis, pisos, construções de utensílios, como instrumentos musicais (principalmente violões, por conta do timbre agradável que a madeira apresenta), brinquedos, escadas, portas, deque, elementos decorativos e objetos para casa. 

As possibilidades são diversas, por isso, vale a pena o investimento, já que as chances da árvore sair do mercado são mínimas e ela possui uma rentabilidade alta ao longo dos anos. 

Apagão Florestal

O Apagão Florestal é um fenômeno que acontece por conta do declínio da produção de madeira, devido à extração vegetal e pressões na Amazônia contra o desmatamento ilegal. Felizmente, o mogno africano se encontra fora desse quadro, já que é exatamente o apagão florestal que proporciona um aumento na demanda por madeiras nobres serradas, como é o caso dessa árvore. 

Ou seja, todo esse cenário incentiva a plantação de árvores como o mogno africano, formando novas florestas, a fim de atender ao mercado consumidor de forma sustentável. Dessa forma, não há riscos de inflar o mercado internacional em relação ao mogno africano. 

Quanto vale 1 hectare de mogno?

Agora que você já está a par de todos os prós e os contras da rentabilidade do mogno, está na hora de entender como fazer um bom investimento do mogno africano. A Selva Florestal vai te explicar como é o ciclo do mogno africano, quanto custa cada hectare e como investir nele. E, caso ainda tenha qualquer dúvida, entre em contato conosco por meio do site! 

Como funciona o ciclo do mogno africano?

Durante a fase de crescimento do mogno africano estão previstos alguns manejos. O primeiro manejo é feito entre o 3° e 4° ano, o segundo é feito durante o 8° ano e o terceiro entre o 12° e o 13°. O corte na floresta pode ser feito a partir do 17° ano. Sendo assim, em média, o mogno africano atinge a idade de corte entre os 15 e 20 anos, visto que o valor médio comercial dele pode variar de 100 até 600 euros por metro cúbico. O valor vai depender conforme a dimensão, qualidade e comprimento das toras. 

Quanto vale 1 hectare de mogno?

Um hectare de mogno africano, ou seja,  10.000 m² de terra, com a Selva Florestal, gira em torno de R$ 18.000 (dezoito mil reais), visto que ao final do ciclo você terá um rendimento de, em média, meio milhão de reais. 

Vale ressaltar que esse valor engloba todo o serviço de mão de obra e suporte técnico, além dos insumos que são as mudas, subsolagem, gradagem, NPK cobertura, Super fosfato simples, NPK, calcário, herbicida, cumpinicidas e formicidas. Ou seja, todos esses custos estão inclusos neste pacote de R$ 18.000 (dezoito mil reais).

Como investir no Mogno Africano?

Com a Selva Florestal, uma empresa que está no mercado desde 2006, que atua em reflorestamento, produção de mudas, recuperação de áreas degradadas, comercialização de sementes e projetos técnicos na área agroflorestal, você pode fazer seu investimento no mogno africano de modo seguro e eficaz, visando beneficiar o seu financeiro e ajudando a tornar o planeta um lugar mais sustentável com a plantação de árvores. Entre em Selva Florestal, para saber mais sobre o assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.