Confira os tipos e vantagens da irrigação de mogno africano

Continue lendo esse artigo, basta arrastar a página para baixo

Confira os tipos e vantagens da irrigação de mogno africano

Por ser muito compatível com os solos brasileiros e ter uma similaridade entre o clima do local de origem e do país, o cultivo do mogno africano tem se tornado cada vez mais recorrente em solo brasileiro visando ocupar um nicho ainda pouco explorado que são as madeiras premium. Apesar de existir compatibilidade, o cultivo precisa de diversos cuidados para que ele possa ser potencializado. 

Dentro desses cuidados a questão hídrica é um fator muito importante, por isso confira abaixo quais são as vantagens de utilizar a irrigação no plantio de mogno africano.

Confira os tipos e vantagens da irrigação de mogno africano. | Foto: Grupo Selva Florestal.

O processo de irrigação consiste em levar água de maneira “não-natural” até a planta, fazendo com que a árvore consiga absorver os nutrientes através da passagem da água para o interior das árvores. Portanto, além de conseguir corrigir questões exclusivamente hídrica, esse recurso possibilita a “suplementação” das espécies para que o seu crescimento seja potencializado. 

Portanto, a irrigação não será sempre necessária de modo geral, já que em áreas de grande umidade ou áreas alagadas há a maior proliferação de fungos e pragas que vão afetar diretamente o cultivo de uma madeira premium.

Vantagens da irrigação

Confira:

1.Potencializa o crescimento

De acordo com alguns estudos desenvolvidos pela UFG, foram testados diversos tipos de plantio de mogno, e o plantio de mogno irrigado acabou tendo destaque, visto que seu crescimento acabou sendo potencializado. A partir de novas mudas de mogno africano, foi implementado um sistema de irrigação por gotejamento e por microaspersão e os resultados dimensionais foram melhores do que as sem esse processo artificial. 

As que foram irrigadas apresentaram crescimento vertical de até 25% em relação às que não foram cultivadas com irrigação artificial. Além disso, houve também um desenvolvimento considerável no diâmetro basal da árvore que pode ser até 24% maior do que as que não passaram por esse tratamento, ao final de 20 meses de cultivo. 

As mudas que foram irrigadas, ao final dos 20 primeiros meses de cultivo, apresentaram dimensões maiores em todos os aspectos: na altura total, no fuste, diâmetro, e no diâmetro à altura do peito. Portanto, é evidente que dentro de um mesmo período, as mudas que foram cultivadas com irrigação artificial se desenvolveram melhor. 

2. Maior controle

A partir do momento em que se implementa um sistema de irrigação artificial, o controle acerca do cultivo. E permite que seja realizada a compensação nos períodos de seca inesperados.

Quando é necessária a irrigação?

A irrigação artificial só será necessária em situações ou locais em que o índice pluviométrico é igual ou inferior a 600 mm e que essas chuvas sejam mal distribuídas, ou seja, com alguns períodos com altos índices e outros períodos de seca. A média dos 1200 mm de chuva anuais, é muito importante para definir se será utilizado a irrigação ou não, apesar disso, o fator mais relevante é justamente a distribuição das chuvas de maneira uniforme. 

Em locais com índices pluviométricos mais elevados que 1200mm anuais, só deve ser necessário o plantio de mogno irrigado caso elas sejam mal distribuídas durante o ano, sendo constantes você não deverá ter muitos problemas com essa questão. 

Tipos

Existem diversos tipos de irrigação artificial e que podem ser utilizadas no cultivo de mogno africano, mas cada tipo possui uma característica específica portanto você deve conhecer todas as opções para avaliar qual melhor se encaixa com o ambiente no qual será realizado o plantio. Então, são analisadas topografia, condições do solo, e o clima da região. Portanto, confira abaixo cada tipo e quais são suas especificidades e finalidades.

Irrigação localizada

A irrigação localizada é sem dúvidas o tipo mais comum de irrigação. Ela consiste na aplicação direta de água no local onde a muda foi plantada. Portanto, isso fará com que as raízes sejam irrigadas de maneira moderada. Para a realização de método de irrigação é necessário a utilização de caminhões pipa com mangueiras acopladas a um trator que deverão ser utilizadas na irrigação direta da muda.

Irrigação por superfície

A irrigação por superfície é também conhecida como “irrigação por gotejamento”. Esse tipo de técnica é pouquíssimo usado no cultivo de mogno africano. Sendo uma alternativa viável para casos raríssimos. Para a implementação desse tipo de irrigação são necessárias tubulações ou canais condutores de água até as plantas. Nessas tubulações são feitos pequenos furos que servirão para “depositar” a água na superfície do solo, umedecendo a base das mudas.  

Irrigação por aspersão

A irrigação por aspersão é utilizada para simular condições reais de chuva, portanto são instalados dutos verticais com uma espécie de rebatedor fazendo com que a água caia e consiga molhar as plantas por completo. 

Irrigação de salvamento

A irrigação de salvamento possui o custo mais elevado já que é necessário a contratação de um serviço de caminhão pipa. Ela é realizada de modo periódico e fracionada, sendo realizada apenas em momentos específicos.

Então, a partir dessa apresentação acerca dos tipos de irrigação, é necessário a contratação de um profissional para fazer a avaliação do terreno que será utilizado para plantio, levando os diversos aspectos em consideração e principalmente planejando o cultivo em um cenário de longo prazo já que o cultivo de mogno leva de 15 a 20 anos para ser concluído e extraído com bom valor de mercado. Lembrando que esse período pode acabar variando para mais ou para menos levando em consideração os diversos aspectos climáticos e principalmente pelas espécies escolhidas para o plantio. 

Possuindo 3 grandes espécies distintas, quando falamos de mogno africano em território brasileiro é comum já adotar que a espécie é a Khaya Grandifoliola e a Senegalensis ou a Anthoteca.

Agora, que você já conhece o processo de irrigação de plantações de mogno africano, é bastante importante ter a noção de que investir em mogno é com o foco em longo prazo já que o seu ciclo pode durar até 30 anos. Apesar disso, continua sendo um investimento bastante lucrativo se você souber por onde seguir, por isso faço o convite para que você conheça o Grupo Selva Florestal. Atuando na comercialização de mudas e sementes, eles também realizam consultorias de plantio e recuperação de áreas degradadas. Para saber mais informações, acesse o site

Matérias relacionadas

Acompanhe todas as máterias

Mogno Africano: Inovações tecnológicas no cultivo e manejo sustentável

2024-06-14 14:00:00

Investindo em Mogno Africano: Estratégias para maximizar o retorno financeiro

2024-06-10 14:00:00

Mogno Africano: O Potencial Lucrativo no Cultivo de Madeira Nobre

2024-06-07 11:00:00

Mogno Africano: O Segredo das Mudas de Alta Qualidade

2024-06-03 10:00:00

Investimentos Verdes: Entenda Como o Crédito de Carbono Pode Ser Essencial

2024-05-31 10:00:00

Mogno Africano: Rentabilidade Financeira aliada à Responsabilidade Ambiental

2024-05-27 10:00:00

Ultimas notícias da Selva

Especialistas em Mogno Africano

Mogno Africano: Inovações tecnológicas no cultivo e manejo sustentável

2024-06-14 14:00:00

Investindo em Mogno Africano: Estratégias para maximizar o retorno financeiro

2024-06-10 14:00:00

Mogno Africano: O Potencial Lucrativo no Cultivo de Madeira Nobre

2024-06-07 11:00:00

Mogno Africano: O Segredo das Mudas de Alta Qualidade

2024-06-03 10:00:00

Investimentos Verdes: Entenda Como o Crédito de Carbono Pode Ser Essencial

2024-05-31 10:00:00

Mogno Africano: Rentabilidade Financeira aliada à Responsabilidade Ambiental

2024-05-27 10:00:00