Entenda porque o solo precisa de correção e saiba como é feito

A correção de solo é um processo essencial para o preparo do solo, portanto, deve ser realizada com uma operação adequada de calagem, seguindo avaliação e recomendação técnica. Desse modo, o processo é muito importante para a garantia de melhores produções de serviços e produtos, assim, aumenta não apenas a qualidade das mercadorias, como também desenvolve um sistema mais eficiente de produção. Por isso, entenda melhor como funciona essa estratégia e os benefícios.

Continue a leitura e saiba mais sobre a correção de solo, como a correção de solo é feita, assim como a importância de correção do solo.

Entenda porque o solo precisa de correção de solo e saiba como é feito esse processo. | Fotos: Grupo Selva Florestal

O que é a correção do solo?

A correção do solo é um método que tem o objetivo de aumentar a fertilidade do solo, mediante a aplicação de corretivos no solo para o desenvolvimento saudável das plantas. Além disso, oferece algumas vantagens, por exemplo, a diminuição da presença de pragas e doenças, aumentando a produtividade da lavoura.

Por isso, a correção de solo é um processo essencial que deve ser feito pelos agricultores, considerando a acidez presente nos solos brasileiros, que acaba limitando o desenvolvimento de boa parte das lavouras.

A principal finalidade da aplicação da correção de solo é a correção da acidez do solo e, consequentemente, a disponibilização de nutrientes e precipitação do alumínio trocável do solo.

No entanto, por questões geológicas, os solos brasileiros tendem a ser mais ácidos, ou seja, apresentam elevada quantidade de íons, principalmente o hidrogênio (H), mas que nem sempre são ideais para a produção de uma determinada cultura, como a do Mogno Africano.

Assim, os processos climáticos ou até mesmo químicos podem alterar os aspectos dos nutrientes presentes na terra. Desse modo, para identificar o grau de equilíbrio entre eles é recomendado analisar e aplicar a correção de solo para avaliação da sua fertilidade.

Por meio da observação do solo, podemos saber como está a saúde da terra, assim, é preciso coletar uma amostra de solo, que deverá ser enviada a um laboratório especializado e, em seguida, será identificado os nutrientes presentes nela. Com isso, os resultados dessa análise, é possível montar um diagnóstico, no qual identificamos se há ou não a necessidade de alguma correção, com base nos elementos da cultura que se pretende plantar.

Para entender melhor sobre essa questão dos nutrientes envolvidos no processo, considere por exemplo uma espécie que se desenvolve melhor em solos mais ácidos (PH > 7), assim, não apresentará o mesmo desempenho em solos menos ácidos (PH < 7). Por isso, ainda pode haver a presença de substâncias tóxicas que podem inibir o crescimento das plantas e até gerar prejuízos ao fabricante.

O recomendado é que seja realizado um estudo prévio e uma boa organização antes de realizar a correção de solo e o plantio. As quantidades de adubo e calcário variam conforme o resultado da análise, portanto é preciso procurar um profissional qualificado como engenheiro agrônomo ou engenheiro florestal para orientação dos procedimentos necessários para a correção da área.

Por outro lado, é importante entender a importância que a correção do solo tem na vida dos produtores. Nesse sentido, grande parte dos solos brasileiros apresentam acidez. Em outras palavras, esse aspecto é representado pela presença dos íons H+ e Al+3, originados pela lixiviação dos nutrientes do solo.

Desse modo, isso significa que, com o passar de milhares de anos, pela ação da natureza, principalmente das chuvas, os nutrientes foram sendo escoados do solo, deixando a terra com acidez, ou seja, com íons H+ e Al+3. Sendo necessário, portanto, realizar a correção de solo.

Outras razões para a acidez dos solos são a utilização de fertilizantes de caráter ácido e a retirada dos nutrientes, sem a devida reposição, catiônicos pela cultura. Por isso, a calagem é essencial para os solos ácidos, ou seja, ela é responsável pela correção do solo. Além disso, a pré-safra é o momento oportuno para os agricultores focarem na aplicação de gesso agrícola e calcário.

Siga para o próximo tópico, para saber como é feita a correção de solo.

Como a correção do solo é feita?

Para coletar uma amostra, o essencial é utilizar o método zigue-zague, ou seja, a área é dividida empiricamente em lotes homogêneos de até 10 hectares cada, portanto, a olho nu é selecionado lotes que apresentam a mesma posição topográfica, textura, cor do solo, cultura ou vegetação anterior, adubação e calagem anterior, por exemplo.

Após mapeado os lotes, percorra as áreas em zigue-zague, retirando com uma pá entre 8 e 12 amostras de solo de cada lote na profundidade de 0 a 20 cm e de 0 a 40 cm de profundidade. Por isso, evite sempre coletar amostras próximas a barracões, formigueiros, área de armazenagem de adubos, estradas ou cupinzeiros, como também aqueles que contenham muitas fezes de animais.

Cada amostragem deverá ser armazenada e organizada em um recipiente limpo e separado conforme a profundidade da amostra coletada.

Em seguida, após coletadas todas as amostras, misture cada uma delas em seu respectivo recipiente. Logo depois, retire uma amostra final dessa mistura com cerca de 500 gramas de solo e anexe em um saquinho plástico com etiqueta contendo as informações sobre a amostra e encaminhe a um laboratório especializado, para fazer a análise da amostra e verificar se há necessidade da correção de solo. 

Além disso, é importante se atentar em relação ao período em que será coletada tal amostra, ou seja, é recomendado que a análise seja feita entre 90 a 120 dias antes do plantio e de preferência no final da estação de chuvas. Este intervalo é fundamental para que seja possível a aplicação de correção de acidez (gessagem e calagem) e de fertilidade (adubação), evitando a queima das mudas ou sementes. Desse modo, a correção de solo será mais eficiente.

Agora que você já sabe como fazer correção de solo, fica mais fácil para o desenvolvimento e produção dos seus produtos, assim, você consegue melhorar todas as suas mercadorias, aumentando a qualidade e oferecendo estratégias mais eficientes para o controle das produções. Desse modo, as técnicas de correção do solo são essenciais para quem busca sucesso nesse segmento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.