EnglishSpanish

Mudas de mogno africano: saiba como cuidar

Com o grande aumento na demanda por madeiras de qualidade elevada, o mogno africano começou a ganhar grande relevância no cenário de madeiras nobres ou premium. A ocorrência de modo natural se dá em países do continente africano, como: Angola, Camarões, Congo, Costa do Marfim, Gabão e Nigéria. Em território brasileiro, há a presença do mogno brasileiro, mas que é protegido por ser uma espécie ameaçada de extinção. Apesar disso, é comum o cultivo de mudas de mogno africano em solo tupiniquim, por diversas semelhanças no solo e no clima. 

Por isso, separamos algumas dicas de como cuidar de mudas de mogno africano, confira abaixo.

Saiba como cuidar de mudas de mogno. | Foto: Grupo Selva Florestal

Dicas para cuidar da muda de mogno

No Brasil, qualquer espaço agricultável ocioso, pode ser adaptado para o cultivo do mogno africano, já que as espécies que fazem parte desse grupo oriundo da áfrica possuem características muito semelhantes ao mogno que é nacional, e está em extinção, o que abre ainda mais espaço para o cultivo das plantas de origem africana. 

Quando falamos de mogno africano em solo brasileiro, as principais espécies que fazem parte do grupo são: khaya anthotheca, khaya grandifoliola, khaya ivorensis e khaya senegalensis. 

A Khaya ivorensis é a que apresenta melhor desenvolvimento, e portanto costuma ser a melhor opção. Logo em seguida, vem a Khaya anthoteca e a Khaya grandifoliola. Por último, fica a Khaya senegalensis, que tem um bom desenvolvimento e é a espécie que mais se adapta a regiões que sofre com o déficit hídrico.

Principais cuidados com a muda de mogno

Saiba quais são os cuidados com as mudas de mogno:

1. Prepare o solo

É bastante importante ressaltar que por mais que exista uma compatibilidade entre as características necessárias para o cultivo das mudas de mogno, e as características presentes, de modo geral, em território brasileiro, existe uma necessidade de adaptação do solo para o cultivo. 

Não é qualquer solo que é propício para o cultivo desse tipo de planta, por isso é necessário fazer uma preparação do solo garantindo que as mudas de mogno africano tenham conforto, infraestrutura e alimentação necessárias para o crescimento saudável da planta. 

Portanto, é necessário fazer um estudo do solo, conhecer o local de plantio para assim, verificar se há a necessidade da reposição de algum nutriente, aplicando correções e determinando qual o tipo de adubação será utilizada nesse solo. A deficiências de alguns minerais ou o desequilíbrio de bases pode ocasionar na incidência de doenças e pragas que afetam diretamente no desenvolvimento da planta.

Preparação do solo do projeto Mahogany404. | Foto: Grupo Selva Florestal.

2. Capacite a equipe

A capacitação da equipe responsável pelo cultivo dessa planta é fundamental. Isso começa desde a análise pluviométrica e de solo, até o manejo das plantas. Antes do plantio é necessário uma série de cuidados com o solo e a retirada de insetos e pragas que possam interferir no desenvolvimento das mudas de mogno e capacitando a sua equipe você evite gastos desnecessários, e eventuais acidentes.

3. Poda excessiva

Esse processo passa muito pela questão da capacitação, a poda é um processo extremamente necessário, mas deve ser feito de maneira correta. Sem a reparação devida, e a presença de galhos e folhas em excesso é uma facilidade para a contaminação e proliferação de fungos e o desenvolvimento de doenças.

Em contrapartida, a reparação excessiva, pode causar lesões na árvore que podem causar também o contágio e desenvolvimento de doenças. Por isso é importante se atentar e capacitar a sua equipe para que sigam a orientação na poda.

É recomendado que ao aparar os galhos até 2/3 da altura da copa das árvores, em um cenário ideal é importante que a área aproveitável de um tronco pela indústria madeireira seja de no mínimo 8 metros e livres de galhos. 

Cuidado, além do contágio, a poda excessiva também afeta o crescimento da árvore, já que sua estrutura diminui, e por consequência sua área de contato também, o que acaba causando uma diminuição na absorção de nutrientes e também de luz, o que irá interferir de modo significativo na realização da fotossíntese.

4. Desbastar floresta

Esse cuidado pode parecer bastante controverso mas é necessário para a manutenção das espécies locais. Desbastar a região é um procedimento importante para evitar a competição entre as árvores na busca por nutrientes, então quando se faz o desbaste corretamente, garante-se uma distância de 8×8 metros ou 10×10 metros, possibilitando o cultivo efetivo da planta.

Caso o desbaste não seja realizado, a competição por nutrientes será tão grande que ocasionará em uma escassez de nutrientes e com isso um desbaste natural, o que pode acabar tendo efeito ainda maior do que o desgaste que é feito para a prevenção.

5. Evitar a presença de gado

É bastante comum em atividades agrícolas que exista também a criação de gado no local, apesar disso, a ação do gado no solo preparado para cultivo é danosa, uma vez que cria uma compactação excessiva do terreno impedindo a infiltração da água e a absorção de nutrientes. Com isso, existe a recomendação que só haja presença de gado em terreno de cultivo de mogno africano, depois de ao menos dois anos de desenvolvimento das mudas e se faça um projeto de Interação pecuária e floresta para otimizar a área.

6. Controle de formigas

As formigas são conhecidas por serem as grandes vilãs das florestas. Essa fama se deve ao fato de que esses insetos atacam as folhas das mudas de mogno africano, independente da idade. Portanto, é necessário a aplicação de iscas formicidas e realizar o monitoramento da incidência desses insetos no terreno.

7. Irrigação e corte

As mudas de mogno precisam de água de maneira constante durante o ano se tratando das Khayas ivorensis, grandifoliola e anthotheca, porque a Khaya senegalensis tolera o déficit hídrico, portanto se existe uma oscilação na quantidade de chuvas pode ser necessário a irrigação dessas árvores. Se o índice pluviométrico for maior que 1200mm de modo constante e bem distribuído ao longo do ano, é comum que não se precise de uma irrigação complementar, para chuvas abaixo desse valor ou mal distribuídas, normalmente vai exigir essa compensação. 

Além disso, o corte do mogno africano é realizado entre 18 a 20 anos contados a partir do plantio, o que faz com que o investimento nesse tipo de cultivo seja algo direcionado para o longo prazo.

Agora que você sabe como cuidar de mudas de mogno africano, faço o convite para que você conheça o Grupo Selva Florestal. Lá você encontrará mais informações a respeito do mogno africano e de diversas outras espécies, inclusive com a comercialização de mudas e sementes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ver mais postagens

Confira 5 fatores que farão você aumentar seu patrimônio florestal

Confira 5 fatores que farão...

Você sabe quais são as atitudes…
Saiba como funciona a aplicação de herbicida em área de mogno africano

Saiba como funciona a aplicação...

Você entende de tratamento de pragas?…
Como investir em mogno africano sem área, sem manejo e sem floresta? Entenda

Como investir em mogno africano...

O mogno africano é um investimento…
Entenda como o excesso de chuva afeta o plantio de mogno

Entenda como o excesso de...

O Mogno Africano é uma árvore…
Entenda o que é fertilidade do solo e sua função

Entenda o que é fertilidade...

Ter uma terra que seja boa…
Entenda o que é e como funciona a topografia de um terreno

Entenda o que é e...

Quando pensamos em campo, uma das…
Saiba quais as diferenças entre solo arenoso e solo argiloso

Saiba quais as diferenças entre...

Não é apenas a vegetação e…

Confira 7 dicas de como...

Ter plantas em casa é sempre…
A exploração do mogno beneficia a Amazônia? Entenda mais sobre o assunto

A exploração do mogno beneficia...

A exploração e a comercialização do…
Impactos da inflação no comércio de mogno africano

Impactos da inflação no comércio...

Antes de falar sobre a inflação…
Saiba como proteger o mogno do clima frio e geada

Saiba como proteger o mogno...

A grande realidade é que plantas…
Confira 4 modos de restaurar florestas

Confira 4 modos de restaurar...

Como fazer a restauração florestal? Pois…
5 espécies de plantas propícias para plantio em áreas alagadas, confira!

5 espécies de plantas propícias...

Quando o assunto é plantio em…
Dicas para não errar ao germinar sementes, confira!

Dicas para não errar ao...

Antes de entender mais sobre o…
Saiba o que é um inventário florestal e aprenda a fazer corretamente

Saiba o que é um...

O inventário florestal é um documento…
Entenda a relação entre o mogno africano e marcenaria

Entenda a relação entre o...

Bom, antes de saber qual é…
Mogno africano pode ser matéria prima para itens luxuosos? entenda as finalidades

Mogno africano pode ser matéria...

É bastante comum que na manutenção…
Conheça as vantagens da irrigação de mogno africano

Conheça as vantagens da irrigação...

Muitos investidores desejam seguir o ramo…