O mogno africano se destaca no desenvolvimento em Goiás, produtividade e resistência à seca.

O povoamento florestal foi constituído com a espécie Khaya senegalensis com a idade de 7 anos, visto que, foi a melhor que se desenvolveu na região norte de Goiás por não necessitar de irrigação nos meses de seca.

O espaçamento utilizado foi de 6 m entre linhas e 4 m entre plantas acompanhando as curvas de nível do solo.

O plantio se localiza no município de Carmo do Rio Verde – GO e esse ano a floresta irá acontecer o seu primeiro desbaste, atividade que empenhará uma certa dificuldade devido as árvores ser retilíneas e bem desenvolvidas.

Confira logo a baixo o vídeo demonstrando essa floresta.