Quanto é 1 hectare de mogno africano

FOTO: Grupo Selva Florestal

O mogno africano é um tipo de madeira proveniente de uma árvore típica de florestas do continente africano de cor castanho-avermelhada, que está em alta ultimamente pela sua variedade de usos. O nome, originalmente, era usado nas espécies Swietenia mahagoni, das Caraíbas.

A partir dessas espécies, o termo passou a ser também utilizado para designar outras madeiras tropicais com coloração e densidade parecidas, como as do gênero africano Khaya.

Ela foi trazida para o Brasil no final do século XX, e é muito boa para fazer móveis por conta da sua durabilidade, facilidade de produção, resistência e estabilidade. É também muito procurada para a produção de instrumentos musicais por conta de seu timbre característico e único, sobretudo na confecção de violões.

Durante os últimos anos, esse tipo de madeira tem sido muito procurada. Cada hectare plantado pode trazer ao produtor até meio milhão de reais ao final do ciclo. Mas, para começar a plantá-la, é necessário primeiro ter algumas noções básicas das medidas agrárias, para garantir o sucesso e a saúde das árvores. Abaixo vamos mostrar algumas delas. 

O que é hectare?

O hectare (ha) é uma das unidades de medidas agrárias, e a mais usada entre todas elas. Ele serve para denominar terras que medem 100mx100m. Para ser mais direto, quanto é 1 hectare de terra? Muito simples. Ele corresponde a 10.000m² de terra, ou ainda 0,01km². 

Seguindo essa lógica, 2 hectares de terra equivalem a 20.000m²… 6 hectares de terra equivale a 60.000m² e assim por diante.

Alqueire

O alqueire, de início, era um termo usado para designar  uma das bolsas ou cestas de carga que se colocavam sobre as costas e pendiam para ambos os lados dos animais usados para transporte de carga. Atualmente, é uma unidade de medida agrária, mas não é tão utilizada quanto o hectare, pois suas medidas variam de região para região.

Por exemplo, 1 alqueire do Norte equivale a 27 225 m²; já 1 alqueire Mineiro equivale a 48.400 m2. 1 alqueire paulista equivale a 24.200 m2, enquanto 1 alqueire baiano equivale a 96.800 m2 . Se formos falar de hectares, fica da seguinte forma:

– 1 alqueire do Norte é 2,72 ha

– 1 alqueire Mineiro é 4,84 ha

– 1 alqueire paulista é 2,42 ha

– 1 alqueire baiano é 9,68 ha

Dicas para uma plantação de sucesso

Para ter uma plantação, por exemplo, de sucesso, é importante o espaçamento correto das mudas no hectare ou alqueire de terra. O recomendado, segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), é de 3m x 2m para 1.667 plantas/ha (3m x 3m para 1.111 plantas/ha).

Entretanto, esse recomendado pode variar bastante de acordo com o tipo de muda, o relevo do solo ou até mesmo da velocidade que se quer obter os resultados. No caso do mogno africano, o recomendado é de  3mx2m ou 3,5mx1,7m dentro para o plantio inicial de 1.666 mudas em 1 hectare de mogno.

Isso porque é uma árvore com o tronco mais grosso e com o sistema radicular vasto, portanto essas medidas são os ideais para que haja competição entre as árvores por luz e nutrientes do solo, além de melhor qualidade operacional. Isso faz com que elas se desenvolvam mais retilíneas e não cresçam muitos ramos laterais.

O espaçamento da plantação pode influenciar em diversas características do plantio, como:

– Número de tratos culturais;

– Taxa de mortalidade e dominância;

– Volume de madeira (produtividade);

– Idade de estagnação do crescimento influencia o ciclo de corte;

– Tamanho e a qualidade da madeira;

– Desenvolvimento radicular e da copa;

– Competição por fatores de crescimento;

– Custos de produção.

– Crescimento do DAP (diâmetro à altura do peito);

– Fator de conicidade do fuste;

– Melhor distribuição da copa;

– Menos rachaduras;

– Ausência de nós na madeira.

Ciclo

O ciclo de produção dessa madeira é bastante lucrativo a longo prazo, e passa por diversos estágios entre crescimento e cuidados. Entre o 4º e 10º ano, por exemplo, são realizados 2 manejos, extraindo cerca de 60 m³, com o objetivo de deixar apenas as melhores árvores para se obter maior crescimento no diâmetro e o aspecto de esbeltez desejada.

As madeiras provenientes desse corte poderão ser utilizadas para confecção de alguns móveis, como palanques. Entre 13º e 15º ano as árvores atingem sua maturação. Nessa fase, é possível extrair 100m³ de madeira nobre madura através do corte de 50% das árvores, levando em conta a remoção das piores árvores.

O corte raso pode ser feito entre o 17° e 25° ano de idade da floresta com a colheita do restante das árvores. O valor médio de mercado da madeira em pé na propriedade pode variar de 100 até 600 euros para cada metro cúbico conforme a dimensão, qualidade das toras e distância do comprador.

Selva florestal

Para não ficar por fora desse assunto e fazer as melhores escolhas na hora de montar seu negócio agrário, a Selva florestal é uma ótima opção. Essa consultoria para plantio é uma empresa fundada em 2006, com atuação em reflorestamento, produção de mudas, especializada em Mogno Africano, recuperação de áreas degradadas, comercialização de sementes e consultoria florestal.

A equipe técnica conta com Engenheiro Florestal, Engenheiro Agrônomo, Zootecnista, Técnico em Agropecuária e Administrador.

Entre em contato e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *