Tipos de Mogno: saiba tudo sobre

Um dos tipos de madeira mais bonitos e nobres é o mogno. Mas, você sabia que existem diferentes tipos de madeira mogno?

Tipos de madeira mogno: a madeira mogno é uma das mais procuradas no mercado brasileiro hoje em dia. | Foto: Unsplash/Anne Morris.

Entre os tipos de madeira mogno, o mais conhecido é o mogno africano, porém, no mercado brasileiro existe ainda outro tipo de madeira mogno, de origem nativa, o mogno brasileiro. Esse nosso tipo de mogno nacional também causa muito interesse no mercado europeu.

A questão é que é normal confundir esses tipos de mogno, principalmente dentro do mercado madeireiro nacional e entre os cultivadores principiantes de florestas nobres. 

Quer conhecer mais sobre os tipos de madeira mogno e aprender a diferenciá-los melhor? Continue a leitura!

Como surgiu o mogno?

Antes de fazermos a comparação entre os dois tipos de madeira mogno, vamos conhecer um pouco mais sobre a história dessa bela madeira.

Os tipos de madeira mogno são bem famosos no mercado por serem muito bonitos e bastante resistentes. 

Hoje, o mogno é considerado uma madeira nobre e difícil de ser encontrada em boas condições. 

A palavra mogno é usada, na verdade, para denominar inúmeras espécies de árvores semelhantes.

Essa planta é nativa do Brasil e tem como nome científico Swietenia macrophylla. Assim, essa árvore pode ser encontrada desde a Amazônia até a América Central.

A árvore do mogno normalmente tem entre 24 e 30 metros de altura e diâmetro entre 50 e 80 centímetros, mas pode atingir até 50 metros de altura e 200 cm de diâmetro. 

A base do tronco pode conter sapopemas, ou seja, raízes chatas e grandes que se interligam. Mas, mesmo assim, é possível obter toras cilíndricas. 

Além disso, essa árvore cresce rápido, o que é um fator muito interessante para os produtores do ramo. 

O mogno também é conhecido por outros nomes aqui no país, como acaju, cedro-mogno, mara, mogno-aroeira e mogno-brasileiro.

Características do mogno

Agora que você sabe um pouco sobre os tipos de madeira mogno no geral, está na hora de conhecer as características do mogno. Veja:

  • Dependendo dos tipos de madeira mogno, sua coloração pode variar entre marrom-roseado e marrom-avermelhado. Isso vai depender das condições nas quais a planta cresce;
  • Com o tempo, a madeira mogno costuma escurecer, mas possui um brilho que mantém sua beleza por anos e anos;
  • A madeira mogno dura por décadas;
  • É fácil de ser trabalhada;
  • Possibilita um acabamento de primeira;
  • É muito bonita.

Usos do mogno

Agora, conheça alguns usos do mogno:

Projetos duráveis

É comum encontrar esse tipo de madeira em projetos que precisam de um acabamento preciso e uma grande durabilidade

Decoração de ambientes internos

Os tipos de madeira mogno são muito usados como decoração de ambientes internos, como em móveis, adornos e detalhes.

Construção civil leve

Essa madeira também pode ser utilizada em construção civil leve, como em janelas, esquadrias, forros, entre outros.

Barcos

A madeira mogno também pode ser utilizada em barcos, já que realça a beleza natural do mogno e destaca o barco, tornando-o diferenciado e elegante. 

Móveis

Em móveis, o mogno pode ser usado em ilhas na cozinha, por exemplo.

Assoalhos

Além disso, existem muitos assoalhos, normalmente usados em salas de estar, feitos de mogno. O design se torna simples, moderno, mas elegante.

Aplicações diversas

Existem outras diversas maneiras de usar os tipos de madeira mogno disponíveis no mercado. Além de sua variação de tons e cores, podendo ser mais claro ou mais escuro, o mogno é utilizado também em decoração de banheiros, construção de instrumentos como o violão etc.

Preço do Mogno

O preço dos tipos de madeira mogno pode variar muito. Vai depender do tamanho do projeto no qual vai ser utilizada essa madeira. 

A extração do mogno é bem controlada, portanto isso também contribui para que o preço se eleve. 

Normalmente, entre os tipos de madeira mogno, o mogno africano pronto para ser cerrado tem o custo médio por metro cúbico de R$ 2.500. Pronto, agora que já sabemos algumas coisas básicas do mogno, vamos comparar os tipos de madeira mogno

Tipos de madeira mogno

Como mencionado anteriormente, existem diferentes tipos de madeira mogno, por mais que se escute falar mais de um do que de outro. E, entender as diferenças é importante, inclusive, para compreender qual o melhor tipo de irrigação para mogno africano e brasileiro.

Vamos entender agora as diferenças desses tipos de madeira mogno!

Mogno Africano

O Mogno Africano, entre os tipos de madeira mogno, é o mais procurado e mais comum. 

Hoje em dia, também é chamado de o novo “Ouro Verde”. 

Sua madeira tem um tom rosado e castanho avermelhado. Isso é muito apreciado no uso de construção de móveis, construção civil, naval, instrumentos musicais, entre outras aplicações.

O Mogno Africano é muito adaptável nas regiões quentes do Brasil.

Na década de 70, foi a primeira vez que o mogno foi introduzido aqui no Brasil. 

Assim, foi se espalhando mais nas décadas de 80 e 90, quando era utilizado em áreas de reposição florestal.

Além disso, era plantado como experiência em várias regiões do Brasil, financiado pela Embrapa, empresa de inteligência territorial e estratégia para agricultura. 

Nos últimos dez anos, houve um aumento na procura do mogno. Isso se deu por causa de diversos fatores.

A procura por madeiras duras tropicais, a falta de produto no mercado, o aumento dos cursos de extração de florestas naturais e ainda toda a influência dos movimentos ambientalistas, foram alguns dos fatores que levaram ao aumento da atividade de reflorestamento. 

Existem três tipos de mogno africano mais conhecidos entre os especialistas, são as espécies: Khaya Grandifoliola (antigo Ivorensis), Khaya Anthoteca e Khaya Senegalensis.  

Todas as espécies apresentam diferenças entre si. O mais cultivado no Brasil é o Khaya Grandifoliola (antigo Ivorensis), porque cresce rápido e rende bastante na produção de madeira nobre. 

E fique atento! Você pode se perguntar qual o melhor tipo de irrigação para Mogno Africano. 

O melhor tipo de irrigação para Mogno Africano é a irrigação localizada, ou seja, a aplicação direta da água na região onde a muda foi plantada.

Isso irriga o sistema radicular de forma mais leve, não danificando o crescimento da árvore. 

Mogno Brasileiro (H3)

Continuando nossa comparação entre os tipos de madeira mogno, chegamos ao Mogno Brasileiro.

Originário da região da Amazônia, o “ouro verde” nacional se tornou um dos cultivos mais almejados nos últimos anos devido sua madeira de alta qualidade. 

Sua cor castanho avermelhada é extremamente valorizada, não só pelas aparências, mas pela sua durabilidade e resistência. 

O mogno brasileiro, assim como os outros tipos de madeira mogno, também é bastante utilizado na produção de móveis de luxo, adornos, painéis, acabamentos internos, instrumentos musicais etc.

O mogno brasileiro também possui outros nomes como: aguano e araputanga.

Infelizmente, o mogno brasileiro tem como obstáculos a praga “broca de ponteiro” ou “broca-das meliáceas”, que é uma mariposa da espécie Hypsipyla grandella

Essa praga é muito difícil de ser controlada. Isso porque, quando ainda é uma larva, ela perfura e destrói o broto terminal.

Isso causa buracos dentro do tronco da árvore e prejudica fortemente o seu crescimento e também a qualidade da madeira, que acaba se tornando inutilizável. 

Com a exploração, o mogno brasileiro está ameaçado de extinção, então, a prática comercial dessa madeira está praticamente suspensa. 

Por isso, dentre os tipos de madeira de mogno, o mogno africano se tornou uma alternativa. 

Assim, por apresentar diversas semelhanças com o mogno brasileiro, o mogno africano acabou se tornando um produto bastante comercializado no mercado madeireiro nacional e internacional. 

Essa substituição de tipos de madeira mogno, do brasileiro para o africano é delicada, portanto, sempre procure órgãos ambientais para adquirir as informações corretas de plantio.

Agora, depois deste texto, você já sabe tudo sobre os tipos de madeira mogno e pode entender melhor sobre o comércio dessa madeira no mercado brasileiro. Continue nos acompanhando para mais conteúdos como este!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *